António Oliveira ganha na estreia no Corinthians e manda beijinhos «para a sogra»
A estreia de António Oliveira no Corinthians (IMAGO)

António Oliveira ganha na estreia no Corinthians e manda beijinhos «para a sogra»

INTERNACIONAL11.02.202422:09

Timão bate Portuguesa depois de cinco derrotas. E a Fiel, que encheu o estádio, fez um carnaval para o treinador. «Jogadores deram a vida», afirmou

António Oliveira estreou-se em festa no Corinthians com uma vitória, para a sétima jornada do Paulistão, sobre a Portuguesa, por 2-0, na Neo Química Arena, com golos de Maycon, de penálti, e de Yuri Alberto. Desesperados por uma vitória, depois de cinco derrotas seguidas, os 40 mil fiéis torcedores lotaram o estádio e fizeram um carnaval para equipa e treinador, apesar de o Timão continuar na última posição do Grupo C, com seis pontos.

«Este é o caminho, com uma equipa solidária, jogadores deram a vida, competiram, mas foi apenas um primeiro passo», disse Oliveira no final do encontro. Questionado sobre para quem eram os beijinhos enviados para a bancada, respondeu «para a minha sogra», gerando risos, porque Vítor Pereira, ao sair do clube, disse que voltava a Portugal por causa de doença da sogra mas acabou por assinar pelo Flamengo.  

O treinador português escolheu o tradicional 4x3x3, com Fagner liberto na ala direita e Caetano, um central, na lateral esquerda. No meio, Oliveira manteve Raniele, que conhece bem do Cuiabá, Maycon e o reforço argentino Garro. Na frente, o ala Wesley e os atacantes Yuri Alberto e Pedro Raul. Já sem este último, que saiu lesionado antes do intervalo, o árbitro assinalou penálti convertido por Maycon: era, aos 43’, o primeiro golo da Era Oliveira.

Na segunda parte, o treinador, que viu amarelo aos 67’ por reclamação, ainda festejou o 2-0, marcado pelo até então muito criticado Yuri Alberto, aos 78’. «Quero agradecer à minha filha, só com ela em casa eu consigo desligar», disse Yuri, em lágrimas. O próximo jogo do Timão é na madrugada de quinta-feira, na casa do Botafogo, do também português Paulo Gomes. A Lusa, cujo treinador, Pintado, também se estreava, está agora na zona de descida.