Autarca acusa Puigdemont de conduzir região «ao desastre»

ESPANHA 11-11-17 7:26
Por Redação

A presidente da Câmara de Barcelona, Ada Colau, acusou este sábado o governo regional da Catalunha destituído, de Carles Puigdemont, de ter conduzido a região «ao desastre», considerando que a maioria dos catalães «não queria» uma declaração de independência.

Durante uma reunião do seu partido Catalunya en Comú, Ada Colau exigiu «explicações» aos dirigentes separatistas, ao mesmo tempo que apelava à libertação dos que estão atualmente detidos.

«Queremos que os prisioneiros sejam libertados, mas queremos também que um governo irresponsável que conduziu o país ao desastre enfrente (as suas responsabilidades) e reconheça os seus erros», disse, antes de participar numa manifestação em Barcelona pela libertação dos dirigentes presos.

«Eles provocaram tensões no país (Catalunha) e fizeram uma declaração unilateral de independência que não era desejada pela maioria» da população, acusou Colau, que não é independentista, embora defenda a realização de um referendo de autodeterminação da região para resolver a questão.