Seleção brasileira de 82 faz campanha contra Covid-19

Brasil 18-04-2020 12:58
Por João Almeida Moreira, correspondente de A BOLA no Brasil

Os membros da seleção brasileira que participou no Mundial de 1982, em Espanha, uniram-se em torno de uma ação de solidariedade a favor das favelas do país e contra o Covid-19. Zico, Júnior, Cerezo e outros ex-craques gravaram um vídeo, por iniciativa de Falcão, no âmbito de uma ação de solidariedade lançada pela Central Única das Favelas para ajudar a população mais vulnerável na luta contra o vírus.

 

«A seleção brasileira de 1982 ficou conhecida pela criatividade, pela união e pelo trabalho coletivo», começa por dizer Falcão num vídeo completado por Zico para quem «aquela seleção está com você junto contra o coronavírus». A iniciativa é denominada Mães da Favela e procura criar um fundo de solidariedade para combater o Covid-19 nas comunidades assistidas pela organização. Até ontem já havia recolhido mais de 700 mil euros.

 

Falcão, Júnior, Careca, Éder, Toninho Cerezo, Serginho Chulapa, Oscar, Pedrinho, Roberto Dinamite, Batista, Luizinho, Edinho, Paulo Isidoro, Edevaldo, Carlos, Paulo Sérgio, Renato, Juninho, Leandro e Zico foram os 20 ex-atletas a participarem. Deles, só Careca não esteve em Espanha por se ter lesionado dias antes da competição. Waldir Peres, em 2017, Sócrates, em 2011, e Dirceu, em 1995, já faleceram.

 

Do grupo, cinco dos convocados por Telê Santana tiveram relação direta com o futebol português: o ponta de lança Serginho Chulapa foi contratado pelo Marítimo, já com 34 anos, anos antes de Edinho ter treinado o clube insular. O médio Batista atuou no Belenenses, o central Luizinho jogou no Sporting por três temporadas e o lateral Edevaldo teve rápida passagem pelo FC Porto.

 

Aquela seleção, considerada das mais talentosas de todas as que representaram os canarinhos nos mundiais de 1930 a 2018, acabou por cair aos pés da Itália, que se sagraria campeã, em jogo da segunda fase de grupos da prova. Antes, batera a Argentina nessa mesma fase, além de União Soviética, Escócia e Nova Zelândia, no grupo inicial. O Brasil sofreu seis golos e marcou 15 - Zico quatro, Falcão três, Éder, Sócrates e Serginho dois, Junior e Oscar um.

 

No Brasil, há 29.015 casos confirmados de infetados com o novo coronavírus e 1.760 mortes. O presidente da República Jair Bolsonaro chamou a pandemia de «gripezinha», no fim de março, e defende o regresso às aulas e a retomada da atividade comercial no país, ao contrário das recomendações da Organização Mundial de Saúde e do próprio ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta... entretanto demitido.

 

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (11)

Últimas Notícias