«Em Inglaterra, os dirigentes nem comentam casos de arbitragem»

Futebol 17-05-2019 23:16
Por Redação

João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e Desporto, pediu contenção aos dirigentes dos clubes de futebol e deu o exemplo do futebol inglês.

 

«Há boas práticas em Inglaterra que temos de seguir. Uma delas é a contenção. A contenção que têm os dirigentes e nem sequer comentam casos de arbitragem. Porque se tem consciência de que é essa que é a raiz desta indústria que é o futebol», referiu à margem do 80.º aniversário do Estoril, onde comentou os atos de vandalismo na casa de Jorge Sousa, árbitro designado para apitar o Benfica-Santa Clara deste sábado:

 

- Não é só com leis que resolvemos esses problemas. Para o resolver, naturalmente, temos de ter um quadro legal, que temos. Um crime desses é público, que tem consequências. Tem também de haver formação do público, dos espetadores, tem que ver com trabalhar preventivamente.

 

E prosseguiu dando o exemplo do ataque à Academia do Sporting, no ano passado: «Essa consciência já se começa a ganhar no nosso país. O incidente que aconteceu no ano passado veio criar uma consciencialização importante nos portugueses. Temos noção da verdadeira gravidade e do que é verdadeiramente inaceitável. Não pode haver violência onde há desporto.»

 

Quando questionado sobre o papel dos tribunais nos casos de violência no desporto, João Paulo Rebelo afirmou: «Este governo fez uma proposta de alteração da lei da violência no desporto. Criou uma autoridade para a prevenção e combate à violência no desporto. Lançámos uma campanha de sensibilização de violência zero para criar esta consciencialização. É um processo. O governo fez a sua parte. Todos temos de fazer a parte que compete a cada um.»

Ler Mais
Comentários (17)

Últimas Notícias