Jornalista da Der Spiegel responde ao advogado de Ronaldo

Juventus 11-10-2018 17:01
Por Redação

Christoph Winterbach, um dos jornalistas envolvido na investigação da revista alemã Der Spiegel sobre o alegado caso de violação de Cristiano Ronaldo, utilizou o seu Twitter para responder e refutar a posição do advogado do português, Peter S. Christiansen.

 

«A nossa história foi feita através de uma cuidada pesquisa. Temos centenas de documentos de diferentes fontes que substanciam o que escrevemos e não temos razões para crer que sejam falsos. Como sempre acontece antes de qualquer artigo ser publicado na Der Spiegel, tratámos de, meticulosamente, verificar os factos e sempre de forma legal. Mr. Christiansen, novo advogado de Ronaldo, diz que alguns documentos são "completas fabricações" mas isto só acontece duas semanas depois de os publicarmos! Esta foi a primeira vez que a defesa de Ronaldo refutou os factos e duvidar da veracidade dos documentos parece ser a estratégia preferida.

 

- Quando publicámos o acordo entre Ronaldo e Mayorga em 2017 os conselheiros chamaram-lhe "ficção jornalística". Agora, Ronaldo já admite que, de facto, assinou aquele acordo. Quando reportámos a evasão fiscal por parte de Ronaldo, os advogados dele acreditavam que os nossos documentos não eram credíveis e o próprio jogador negou tudo. Afinal, mais tarde, admitiu ser cuplado e pagou o dinheiro de volta ao Estado espanhol.

 

Antes de publicarmos a história sobre as acusações de violação, demos oportunidade ao Ronaldo e aos seus advogados para responderem a estas alegações. Podiam ter rebatido os factos que lhes apresentámos, mas não o fizeram, preferindo ameaçar-nos e dizer que estávamos a infringir os direitos de Ronaldo. Além disso, disse que iria processar-nos se avançássemos com a publicação da história. Até ver, ainda não recebemos nada e vamos continuar a cobrir a história. Apenas Mayorga e Ronaldo sabem toda a verdade sobre este incidente. O nosso trabalho não é julgar, somente informar e relatar os dois lados da história. As autoridades responsáveis irão decidir o resto. Até ver, é claro, Ronaldo é considerado inocente.»

 

 

 

 

Ler Mais
Comentários (55)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais