«Cristiano tem uma influência muito grande nos adversários»

Portugal 06.12.2022 07:00
Por Pedro Cravo

Leonel Pontes está convicto que equipa orientada pelo selecionador Murat Yakin vai apostar num onze com poucas alterações em relação às equipas utilizadas na fase de grupos. O treinador português sublinha ainda a importância que Cristiano Ronaldo tem no comportamento das equipas adversárias e recorda que a base da seleção helvética está nas principais ligas europeias. 


- De que forma vai apresentar-se a Suíça frente a Portugal?

- Vai jogar num 4x2x3x1, onde o onze base tem se mantido com muito poucas alterações. Sector defensivo com Gregor Sobel, do Borussia de Dortmund, na linha defensiva e a lateral direito Widmer, do Mainz, Rodriguez do Torino como lateral esquerdo e centrais Akanji, do Manchester City, e Elvedi, do Borussia. Normalmente, mantém os dois médios defensivos, Freuler, do Nothing Forest, e Xhaka, do Arsenal. Na frente de ataque e como médio ofensivo Sow, do Eintracht de Frankfurt, Shaquiri, do Chicago Fire, e Vargas, do Augsburgo, nas alas, e como referência no ataque Embolo, do Mónaco.


- Um onze com muita gente a jogar nas melhores ligas europeias…

- Sim. Os jogadores do 11 base jogam maioritariamente em duas das ligas mais competitivas do mundo, a inglesa e a alemã. Por essa ordem de ideias, é uma seleção com jogadores de levada qualidade técnico-táctica, fortes fisicamente e com uma forte mentalidade. Têm a vantagem de já nos terem ganho várias vezes e sentirem que os jogos com Portugal são equilibrados, apesar da goleada por 4-0 na Liga das Nações. Tem um sistema alternativo: 3x5x2 com 3 centrais, 3 médios e dois pontas de lança moveis que podem criar diferentes problemas e ser, um fator surpresa no jogo.


- Quais os pontos fortes da Suíça?

- Equipa base joga há muito tempo junta e a qualidade\experiência dos seus jogadores. O corredor central, desde o ponta de lança ao guarda-redes, tem muita qualidade e consistência. Equipa muito compacta defensivamente principalmente em bloco médio baixo. Muito perigosa em ataques rápidos e em contra-ataque. Muito poder físico nos duelos.


- E pontos fracos?

- Atacam com poucos jogadores e com adversário atrás da linha da bola falta-lhes argumentos para conseguir oportunidades. Se tiverem muito tempo sem bola, tendem a aumentar a distância entre linhas e permitir jogo interior.


- Como avalia a Seleção Portuguesa a nível de pontos fortes?

- Mentalidade nos jogos com maior grau de competitividade e a eliminar qualidade técnico tática e irreverência dos seus jogadores, associado a criatividade de João Félix, Bernardo e Bruno Fernandes. Temos o melhor jogador do mundo, o Cristiano, que tem uma influência muito grande nos adversários.


- E pontos fracos?

- Dificuldade em criar oportunidades de golo em equipas que se fecham num bloco medio. Dificuldade em atacar equipas que jogam a defender com uma linha de 5 jogadores. Falta de largura no jogo, levando o jogo demasiado para o corredor central. Falta de Intensidade e velocidade na circulação de bola o que torna o jogo mais previsível. Falta de profundidade dos laterais e pouco desequilíbrio em situações e 1x1. Poucos cruzamentos e pouca criação de oportunidades de golo para o ponta de lança.


- Melhor jogador português da primeira fase…

- Bruno Fernandes


- Melhor jogo de Portugal…

- Com Uruguai


- Em que apostaria para o desafio com a Suíça?

- Diogo Costa, Diogo Dalot, Ruben Dias, Pepe, Raphael Guerreiro, William Carvalho, Otávio, Bruno Fernandes, João Félix, Bernardo Silva e Cristianos Ronaldo.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal