Filipa Patão antecipa Rosengard e mantém crença no apuramento

Futebol Feminino 06.12.2022 08:51
Por André Azevedo

Esperança, confiança e ambição sem olhar a rankings. O Benfica parte hoje para a Suécia e na bagagem leva a crença de um apuramento para a próxima fase da Liga dos Campeões. Para tal, tal como aconteceu há 15 dias no Seixal (1-0), será necessário repetir uma vitória sobre o Rosengard para reentrar na corrida.


Filipa Patão não se ilude e não olha para a classificação, nomeadamente os zero pontos das suecas. Na antevisão da partida de amanhã foram muitos os avisos deixados ao plantel. Prudência parece ser a palavra de ordem...  


«O Rosengard só não ganhou ao Bayern por um bocadinho, tal como nós. O Rosengard e o Benfica podiam ter mais pontos, já que o Bayern conseguiu dar a volta aos dois resultados. Mas não posso considerar o Rosengard uma equipa mais débil relativamente àquilo que é o Bayern», começou por dizer a treinadora das encarnadas, revelando aquela que poderá ser uma das chaves da partida: «Penso que a equipa que conseguir ter mais bola vai estar mais perto da vitória.»


E onde estão os pontos fortes desta formação sueca? Filipa Patão deu sinais de ter o adversário bem estudado. «É uma equipa muito competente no processo defensivo no seu todo. Falo nas suas primeiras linhas de pressão e depois com o seu bloco mais compacto é um falso 4x5x1. Tem jogadoras tecnicamente evoluídas e quando têm bola são muito dinâmicas», identificou a treinadora de 33 anos, lembrando diferenças.


«O Benfica está num lugar do ranking muito mais abaixo do que as outras equipas do grupo, mas o que temos visto dentro do campo não é bem assim. Temos o objetivo de passar», realçou.


Jéssica Silva, internacional portuguesa de 27 anos, é um dos principais trunfos encarnados no ataque ao Rosengard e deu voz a um grupo que mantém intactas as aspirações na Liga dos Campeões.  


«A ambição é intocável. Sabemos que é uma equipa forte, são bicampeãs, mas sabemos também que se voltarmos a fazer as coisas como no último jogo temos a certeza de que podemos conseguir os três pontos», reforçou a avançada, que afastou qualquer tipo de pressão extra dada a necessidade de vencer. «Existe é uma pressão boa. Queremos entrar para ganhar e depois é pensar um jogo de cada vez. Nós queremos muito continuar em prova», analisou.


A terminar, Jéssica Silva falou do crescimento da equipa na Champions. « É uma competição que  dá espaço para crescer com os erros e temos crescido muito. Penso que aquele resultado frente ao Barcelona ficou muito aquém do que esperávamos mas conseguimos reagir positivamente», finalizou. 


Marta Cintra e Amélia Silva (lesionadas) e Maria Negrão (de luto pela morte do avô) são ausências. 
 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal