«Encontrámos uma Coreia muito intensa e forte nas saídas para o ataque»

Portugal 04.12.2022 02:00
Por Pedro Cravo

João Tralhão, treinador, considera que Portugal dominou a partida frente à Coreia do Sul mas sentiu dificuldades em alguns períodos do jogo.  


- Entrámos em campo com o primeiro objetivo cumprido, contra uma equipa que necessitava de ganhar para ter possibilidades de se apurar. Portugal revelou-se mais dominador. A nossa ideia de jogo colocou muitas soluções em zonas interiores do campo no processo ofensivo. Dalot e Cancelo foram os laterais profundos que garantiram a largura do nosso jogo. Muito protagonismo de ambos nas nossas ações ofensivas e foi daí que surgiu o nosso primeiro golo, com um cruzamento na linha final de Dalot para a finalização de Ricardo Horta. Defensivamente, foi claro que queríamos evitar que os jogadores coreanos mais influentes, os extremos mas sobretudo Son, tivessem espaço para criar situações de finalização. O golo do empate surge de um canto.»


- Na segunda parte surgiram, então, os golos coreanos...  


- Sim, mesmo após as substituições, Portugal continuou a dominar, anulando a possibilidade da Coreia do Sul de nos pressionar para junto da nossa área, como tinha feito no jogo anterior. Apesar do domínio, manifestámos alguma dificuldade em criar situações claras de finalização para «fechar» o jogo. Foi através de um contra-ataque, após um canto a desfavor, que a equipa coreana alcançou o golo da vitória que lhes garantiu o apuramento. Em resumo, fomos mais dominadores mas em alguns momentos tivemos alguma dificuldade em controlar o jogo contra uma equipa muito intensa e forte nas saídas rápidas para o ataque. Sem dúvida, algo que vamos considerar na preparação dos próximos jogos.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal