Luís Castro faz balanço «aceitável» e pede mais condições a Textor

Botafogo 14.11.2022 10:04
Por Redação

O Botafogo perdeu por 0-3 este domingo com o Athletico Paranaense e não conseguiu qualificar-se para a Libertadores, mas Luís Castro fez um balanço positivo da época, sem deixar de pedir mais reforços.


«Decidimos aceitar o projeto de John Textor e entrámos nesta montanha-russa própria do futebol. As criança caem e levantam-se, nós fomos caminhando e fizemos uma segunda volta em que as coisas foram mais homogéneas. Neste momento, falhámos um objetivo e conquistámos dois. O objetivo de permanecer na Série A e chegar na Sul-Americana foram conseguidos. Falhamos na última jornada», afirmou.


«Não vou dizer que é um excelente balanço, mas é aceitável e dignifica os jogadores e a instituição. Gostaríamos de ter dado mais. Acho que devemos olhar para os oito primeiros lugares da tabela e perceber o que precisamos, se é preciso chamar cinco ou seis jogadores para procurar um lugar na Libertadores, precisamos mesmo desses jogadores. Porque se não, fica difícil», referiu ainda o treinador português, que falou sobre melhorias a fazer:


As estruturas físicas do clube melhoraram quando trocámos de casa, mas ainda não construímos tudo. Nós necessitamos sem desculpa alguma, e eu vou assumir esta responsabilidade em primeiro lugar, de um Centro de Treinos completo. O Botafogo pode ter isso para ficar no máximo patamar do futebol brasileiro, atrair um conjunto de jogadores que são necessários para o projeto.


O investidor John Textor voltou a apoiar Luís Castro, treinador que escolheu para um projeto a longo prazo. «Muito orgulhoso da nossa luta durante a temporada... Jogadores, staff e donos do Botafogo. O nosso primeiro ano juntos foi certamente desafiador. Construiremos sobre essa base, vamos juntar mais qualidade e seguiremos juntos», escreveu no Twitter.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal