«É um momento que nos marca e magoa»

SC Braga 30.09.2022 23:45
Por Redação

Artur Jorge mostrou-se resignado com a derrota diante do FC Porto (1-4), na oitava jornada da Liga. O treinador do SC Braga reconheceu a má primeira parte da equipa.


«Nós temos de ter consciência que não estamos satisfeitos com o resultado, de todo, mas também temos a nossa responsabilidade e eu assumo a minha, por não termos tido uma primeira parte ao nível que deveríamos e podemos ter. Fomos demasiado passivos com e sem bola. Mas mesmo sem ser uma primeira paret brilhante, conseguimos ter um jogo sem grandes sobressaltos, até ao momento em que sofremos dois golos em dois minutos, sem qualquer tipo de capacidade de reação, porque não existiu empo. Isso condicionou o resultado final de forma muito evidente. Na segunda parte procurámos reagir, tivemos um período bom, com o golo do Abel Ruiz, a bola aos ferros do Ricardo Horta, mas com o terceiro golo quebrámos novamente e a expulsão do Matheus determina o fecho», desabafou na entrevista rápida.


Questionado sobre a substituição de Uros Racic, Artur Jorge justificou a entrada do médio sérvio ao intervalo.


«Queríamos continuar a construir por fora com o André Horta, que o faz muito bem e o Uros Racic a trabalhar mais adiantado que o Musrati, para meter mais gente na frente. Fomos capazes disso, mas condicionados por um resultado desfavorável que nos obriga a meter mais jogadores na frente e a abrir mais espaço atrás», disse.


Por último, Artur Jorge falou daquela que é a primeira derrota da época.


«Temos de perceber que é a primeira derrota ao final de 10 jogos. É um momento que nos marca e magoa, mas quando entrei no balneário, a primeira coisa que ouvi os meus jogadores a dizer é que temos de reagir porque quinta-feira [contra o Union St. Gilloise] há jogo e temos de voltar a ganhar», concluiu.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias