«É bom ver o Diogo Costa a perder tempo contra nós»

SC Braga 30.09.2022 23:30
Por Redação

O médio André Horta salientou que o SC Braga, que na noite desta sexta-feira perdeu a invencibilidade na Liga ao ser batido por 1-4 pelo FC Porto, em jogo da 8.ª jornada disputado no Estádio do Dragão, no Porto, «tem de ser mais matreiro e experiente» nestes jogos decisivos», mas, apesar da derrota, exaltou «a identidade e coragem demonstradas pela equipa na segunda parte» do duelo na cidade invicta.


«Sabíamos que o adversário nos ia pressionar muito. Foi quase um jogo de campeonato para eles, tinham que ganhar. Tentámos dividir o jogo. Acabámos por sofrer um golo e logo o segundo de seguida, o que deitou um pouco por terra a nossa estratégia. Veio o intervalo, e estou muito orgulhoso dos meus companheiros e da equipa: se jogarmos sempre como o fizemos na segunda parte, vamos andar lá em cima a lutar com estas equipas», afirmou o médio dos bracarenses, em declarações à Sport TV.


«Tenos de ser mais matreiros, fazer uma falta. É bom ver o Diogo Costa [guarda-redes do FC Porto] a perder tempo contra nós, é sinal de que já temos essa importância. Dou os parabéns ao adversário, hoje foram mais fortes do que nós durante alguns períodos. Mas a verdade é que sofremos três golos com onze em campo, e depois mais um com dez, e talvez sejam demasiados. Estávamos em cima do adversário», lamentou André Horta.


Marcámos um golo com alguma justiça [o 2-1], fomos à procura de mais, pois somos uma equipa de tração à frente… mas mais uma vez sofremos um golo pelo meio da nossa defesa! Temos de ser mais experientes. A nossa identidade é lutar até ao fim, ao último minuto, e nunca desistir de jogo algum e tentar vencer. Na 1.ª parte foram mais agressivos do que nós, na 2.ª acho que fomos superiores», destacou o médio da formação orientada por Artur Jorge, agora igualada em pontos pelos dragões na classificação da Liga.


«A nossa segunda parte é a nossa identidade: correr mais do que o adversário, ser melhor do que o adversário, e ter coragem, pois só assim é que conseguiremos andar lá em cima», concluiu André Horta.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias