Murphy, Ronnie e Bingham: três campeões mundiais já fora do British Open

Snooker 27.09.2022 15:17
Por António Barroso

Uma primeira ronda cheia de surpresas marcou, na segunda-feira, dia 26 do corrente mês, e esta terça-feira, as rondas inaugurais do British Open, prova da época 2022/23 da World Snooker pontuável para o ranking, e que decorre até domingo, 2 de outubro, na Marshal Arena, em Milton Keynes (Inglaterra), já com três campeões do Mundo derrotados e de volta a casa: os ingleses Shaun Murphy, Ronnie O’Sullivan e Stuart Bingham, respetivamente e por esta ordem.


Na segunda prova do ranking da temporada – vitória do inglês Kyren Wilson na única já cumprida, o European Masters, no mês de agosto, em Fürth (Alemanha) – sucedem-se as surpresas.


A primeira veio na tarde de dia 26: o afastamento de Shaun Murphy, campeão mundial de 2005, às mãos do compatriota Gary Wilson, 33.º da hierarquia e semifinalista no Mundial em 2019, além de finalista vencido da anterior edição deste torneio. uma derrota surreal, já após embolsar a última bola (a preta) na ‘negra’, no sétimo ‘frame’… ao ver a branca ir entrar noutro dos buracos da mesa, ao meio (3-4).


A segunda, e mais sonora, por mandar para casa o atual número um do ranking e heptacampeão do mundo (2001, 2004, 2008, 2012, 2013, 2020 e 2022), o inglês Ronnie O’Sullivan, de 47 anos, foi obra do suíço e lusodescendente – a mãe, Florença da Câmara Ursenbacher… é madeirense – Alexander Ursenbacher, de 26 anos, 63.º da hierarquia: uma inapelável 4-1 a uma caricatura pífia do ‘Rocket’, com categoria e todo o mérito.


Alex, que rapidamente chegou a 2-0 ante o ‘Rocket’, é um especialista a bater o recordista de títulos em provas de ranking na era moderna desta variante do bilhar (39): em quatro duelos com Ronnie, apenas cedeu um, na Championship League (1-3), tendo averbado, com esta três vitórias. E mais especial ainda por, desta vez, ter os pais na bancada a ver. O inglês Joe O’Connor é o rival que se segue para o lusodescendente, esta terça-feira (20 horas).


Já na tarde desta terça-feira, e nos jogos dos 32avos de final (64 profissionais a jogo), foi o campeão do Mundo de 2015, Stuart Bingham, a não resistir ao campeão do UK Championship e do Welsh Open, o chinês Zhao Xintong, de 25 anos, sétimo do ranking: vitória clara, por 4-1, após chegar a 3-0…


O British Open atribui £487 mil (€544.718) em prémios, das quais £100 mil (€111.852) ao futuro campeão, que sucederá ao galês Mark Williams, triunfador na prova em 2021 (6-4 a Gary Wilson na final)… mas o ‘The Welsh Potting Machine’ está ainda em prova e tem legítimas aspirações a nova vitória…


Até aos oitavos de final, todas as rondas do torneio, transmitido para Portugal (EuroSport) são à melhor de sete parciais: vence o primeiro a chegar a quatro (de 4-0 a possíveis 4-3).

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal