Bosz e expulsão de Anthony Lopes: «Todos mal posicionados»

Lyon 05.08.2022 23:55
Por Redação

O treinador do Ol. Lyon, Peter Bosz, recusou responsabilizar diretamente Anthony Lopes pelo lance em que, com a sua equipa a vencer por 2-0 o Ajaccio no jogo inaugural da Ligue 1, esta sexta-feira, no Estádio Groupama da cidade francesa, o guardião internacional português ‘abalroou’ aos 27’, numa saída fora de tempo e entrada arrepiante, El Idrissy, do qual resultou o 1-2 para os visitantes e a expulsão do jogador luso, de 31 anos, ficando a sua equipa em inferioridade numérica.


Ainda assim, Bosz admitiu que este género de lances, numa equipa que parecia embalada para a goleada e que, de quase fazer o 3-0 se viu com vantagem tangencial de 2-1 e em inferioridade numérica em campo (dez para onze jogadores do Ajaccio, com o ‘vermelho’ ao jogador português), «não pode suceder».


«Podíamos fazer melhor, mas aquele cartão vermelho... Francamente, estás a ganhar 2-0 e acontece ‘aquilo’? Não foi bom, não pode acontecer, não pode ser! Primeiro, da parte do Antho[ny Lopes]. Mas atenção, estávamos todos, mal posicionados, concretamente a defesa, também. Não só ele», disse o técnico no final aos jornalistas, citado pelo footmercato.net.


«Estava tudo a correr tão bem, mas não podes ir atrás do 3-0 a todo o instante, balanceado no ataque. Por isso, o cartão vermelho [a Anthony Lopes] teve um efeito de choque», admitiu o técnico neerlandês, de 58 anos, que chegou ao Ol. Lyon em 2021 oriundo do Bayer Leverkusen (Alemanha), e ele próprio antigo médio internacional dos Países Baixos (oito internacionalizações).


«Felizmente que ainda antes do intervalo o Ajaccio também ficou reduzido a dez. Depois, gerimos bem o controlo do jogo. Acabarmos a Ligue 1 em oitavo outra vez é que não: devemos ganhar todos os pontos em nossa casa, estes adeptos merecem-no», concluiu Peter Bosz, ainda assim pusilânime e sem apontar especificamente o dedo ao jogador português, já com 22 anos no Ol. Lyon, clube ao qual chegou ainda criança, em 2000 (há 22 anos!), tendo passado quatro épocas na equipa B (2008 a 2012) e que há uma década defende a baliza do emblema, quase sempre já como capitão de equipa.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias