«Temos de ser iguais a nós próprios e ganhar»

Hóquei em patins 24.06.2022 18:58
Por Redação

O Pavilhão da Luz recebe neste sábado (15 horas) o quarto jogo da final da I Divisão de hóquei em patins, com o Benfica obrigado a vencer para evitar que o FC Porto se sagre campeão nacional de imediato. Neste momento, os dragões vencem a série por 2-1.


Nuno Resende tem noção do que falhou até aqui. «Não tenho nada a apontar aos jogadores no que diz respeito ao seu empenho, mas tem faltado qualidade no controlo dos processos da equipa adversária», apontou o treinador dos encarnados, em declarações à Btv.


«Não posso dizer que o primeiro jogo tenha sido assim tão mau, mesmo com o resultado desnivelado (0-5) que se registou. Fizemos coisas interessantes, mas não fomos minimamente eficazes no capítulo da finalização. Em comparação com a última partida (6-9), até só sofremos cinco: embora melhores no processo ofensivo, desta vez cometemos erros muito maus…», afirmou, numa análise aos dois desaires averbados frente aos portistas nesta decisão.


Em causa estiveram dois encontros efetuados na condição de visitantes. «Jogar fora tira-nos lucidez e tranquilidade. A parte mental tem estado a pesar nestes confrontos», admitiu.


Nuno Resende rejeita colocar o foco no eventual jogo cinco, no Dragão. «Isso deve ser, sim, a consequência do que fizermos neste sábado. Temos de ganhar. Temos de ser iguais a nós próprios, conseguindo anular os pontos fortes do opositor e potenciando as nossas mais-valias para chegarmos ao tal quinto jogo», orientou.


«Queremos deixar os nossos adeptos satisfeitos. Nos mata-mata desta época, à exceção do que tivemos com o FC Porto na Taça de Portugal, temos tido nota de excelência. Isso dá-nos moral e alento», rematou o técnico das águias.

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias