«Não nos podemos entusiasmar muito com o resultado»

Futsal 24.06.2022 23:26
Por Redação

No final do encontro com a Ucrânia, que registou expressivo triunfo para Seleção feminina, por 6-0, no último jogo de preparação antes do Euro'2022, o selecionador nacional Luís Conceição elogiou o comportamento das suas atletas, deixando, porém, um importante alerta.


«É sempre importante ganhar, mas mais do que falar do resultado é importante salientar a forma como conseguimos os golos. Tivemos momentos bons de organização coletiva em termos mais ofensivos. Conseguimos fazer golos, fomos definindo os esquemas em função da forma como a Ucrânia se estava a comportar defensivamente. Também tivemos momentos muito bons defensivamente, em que conseguimos pressionar alto, em que conseguimos condicionar e roubar bolas na nossa primeira linha, surgindo golos a partir daí. Sabíamos que nos iam dar a iniciativa de jogo para termos bola e construirmos. Quando elas ganhassem a bola e saíssem na transição, era importante ir condicionando e as coisas correram bem. O importante era competir com uma boa seleção, mas elas são melhores do que aquilo que foram hoje. Não é fácil, depois de toda esta situação, juntarem-se depois de algum tempo paradas e começarem a trabalhar novamente. Ficamos satisfeitos, mas podemos apanhar daqui para a frente contextos diferentes. Não nos podemos entusiasmar muito com o resultado», analisou o técnico.


Quanto ao facto de Ana Azevedo ter atingido uma centena de jogos de Quinas ao peito, Luís Conceição declarou: «Temos de dar os parabéns à Ana Azevedo. Esta marca deixa-nos muito satisfeitos porque a Ana merece muito. Pela pessoa que é, pela jogadora que é e pelo que tem feito pelo futsal feminino. Esperamos que consiga fazer ainda muito mais internacionalizações, seria sinal que está a jogar e que nos vai ajudar. Os anos vão passando, mas não encontramos ninguém a correr mais do que ela. Enquanto for assim, achamos que ela tem condições para continuar aqui. Ninguém lhe passa à frente, portanto a idade não conta, mas sim a competência. Ela é fantástica.»

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias