Em data histórica, juiz decide levar equipa médica a julgamento pela morte de Maradona

Argentina 22.06.2022 21:15
Por Redação

No dia em que se comemora 36 anos da célebre exibição de Maradona frente à Inglaterra no Mundial-1986, o juiz Orlando Díaz, do Tribunal de San Isidro, decidiu que a equipa médica que acompanhava o antigo jogador vai ser julgada por homicídio simples, com eventual intenção, crime que prevê pena entre 8 e 25 anos de prisão.

Maradona, recorde-se, morreu a 25 de novembro de 2020, aos 60 anos, após sofrer uma paragem cardíaca na sua vivenda em Tigre, na província de Buenos Aires.

Leopoldo Luque (neurocirurgião), Agustina Cosachov (psiquiatra), Carlos Ángel "Charly" Díaz (psicólogo), Nancy Edith Forlini (médica), Pedro Pablo Di Spagna (médico), Dahiana Gisela Madrid (enfermeira) e Ricardo Omar Almirón (enfermeiro) são os profissionais de saúde em causa.

O julgamento só deverá começar no final do próximo ano ou início de 2024.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias