Pé em falso na linha de impulsão afastou Pichardo do primeiro lugar

Atletismo 19.06.2022 10:34
Por Gabriela Melo

Pé em falso na linha de impulsão, quando se preparava para vencer o triplo salto do meeting de Paris, onde Liliana Cá terminou o lançamento do disco na sétima posição, ditou a permanência de Pedro Pichardo no terceiro lugar de pódio dominado por cubanos.

A menos de um mês dos Mundiais de Eugene, Estados Unidos, de 15 a 24 de julho, os portugueses afinam a preparação e também a vice-campeã olímpica do triplo salto, Patrícia Mamona, rumou a Madrid para encerrar a participação no meeting no quinto posto,  com marca de 14,21 metros, longe da melhor do ano, de 14,35, à quinta tentativa.


Nesta competição a contar para o World Continental Tour, três portugueses garantiram o quarto lugar, por Lorene Bazolo, nos 200 metros (23,09 segundos), melhor marca pessoal do ano; Vera Barbosa, nos 400 barreiras (56,37) e também o melhor registo do ano; e Leandro Ramos, com 74,64 metros no dardo.

Na etapa da Liga Diamante de Paris, o campeão olímpico não escondeu a frustração pela anulação do último salto por um centímetro, que lhe permitiria ultrapassar os 17,66 metros da vitória de Jordan Díaz, 21 anos. O português teve de se contentar com os 17,49  do melhor salto, melhorando num centímetro a melhor marca da época ao ar livre. Em segundo lugar, também por escasso centímetro de desvantagem para o vencedor, terminou Andy Díaz, 17,65.

Leia mais na edição impressa ou na edição digital de A BOLA 

 

Ler Mais
Comentários (10)

Últimas Notícias