Metade dos jogadores que participaram no Euro-2020 e CAN-2021 foram vítimas de discriminação

FIFA 18.06.2022 20:52
Por Redação

A FIFA publicou, este sábado, um relatório independente sobre o abuso dos jogadores que participaram nas duas principais competições de seleção que se realizaram no ano passado. A data para o anúncio foi simbólica, já que se trata do Dia Internacional para a Eliminação do Discurso de Ódio.


Segundo o documento, metade dos jogadores que participaram no Campeonato da Europa 2020 e no Campeonato Africano das Nações 2021 foram vítimas de discriminação. Os abusos homofóbicos (40 por cento) e racistas (38 por cento) representam a grande maioria das queixas recolhidas.


Perante isto, a FIFA anunciou que, em conjunto com o Sindicato Internacional de Futebolistas (FIFPro) vai colocar em ação um plano para proteger todos os intervenientes. Será assim criado um algoritmo que vai detetar termos de ódio em contas nas redes sociais para que sejam tornadas invisíveis, bem como apoio à saúde mental de todos os jogadores.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias