Portugal elimina Espanha e está nas meias-finais do Europeu

Sub-17 26-05-2022 20:13
Por Eduardo Pedrosa Marques

Portugal está nas meias-finais do Campeonato da Europa de sub-17.

 

A equipa das quinas desafiou a teoria, não se amedrontou por ter pela frente um adversário com o poderio da Espanha (que grande parte da crítica apontava como a principal candidata ao título...) e, fruto de uma exibição quase perfeita, venceu por 2-1 e carimbou o passaporte para a fase seguinte da competição.

 

Afonso Moreira, logo aos 9 minutos, colocou a equipa lusa na frente, ao aproveitar da melhor forma um disparate de Boñar. O número 17 nacional, no centro da área, dominou com o peito e rematou de pé esquerdo, forte e colocado para o primeiro da tarde.

 

A resposta de nuestros hermanos surgiu pouco depois, quando o próprio Boñar, de cabeça, acabou por se redimir do erro que tinha cometido alguns minutos antes e empatou a contenda.

 

Mas o golo espanhol não incomodou minimamente os jogadores portugueses. Os comandados de José Lima mantiveram a mesma atitude, continuaram compactos e dinâmicos e foram controlando as (poucas) investidas do adversário. Sendo que, sempre que havia oportunidade, Portugal explorava as transições rápidas, com Afonso Moreira e Ivan Lima a serem os alvos preferenciais do meio-campo nacional, onde João Veloso assumiu papel de grande destaque.

 

A etapa complementar não foi muito diferente e a toada manteve-se. A Espanha tentava elaborar (até demais...) os lances de ataque, mas Portugal, estrategicamente irrepreensível, nunca deu veleidades aos artistas espanhóis. E a partir de determinada altura percebeu-se claramente que a equipa das quinas tinha tudo para poder vencer este duelo ibérico. Bastava, para isso, caprichar na finalização. João Veloso continuava a dar show na intermediária (na retina ficam dois passes, um de letra e um de calcanhar, que só não deram golo porque José Rodrigues e Ivan Lima, respetivamente, não conseguiram desfeitear Nono) e Afonso Moreira era uma verdadeira seta apontada à baliza contrária. E foi, precisamente, num desses raides do número 17 que surgiu o segundo golo português: o remate do extremo foi desviado pelo braço de Gasiorowski, dentro da área, e José Rodrigues, na conversão da grande penalidade, devolveu Portugal à dianteira do marcador.

 

Depois disso, veio a maturidade. Portugal controlou as operações e não permitiu que a Espanha incomodasse verdadeiramente Diogo Fernandes. E até acabou por acontecer o contrário. Foi a Seleção Nacional que esteve sempre mais próxima do terceiro golo do que os espanhóis do empate. Especialmente no período de compensação, onde Ivan Lima e Rodrigo Ribeiro tiveram oportunidades claras para inscreverem, também eles, o nome na lista de marcadores da partida. Tal não aconteceu, mas a verdade é que nem isso fez perigar a vitória portuguesa.

 

Portugal venceu com maturidade, competência e classe. E, dessa forma, segue para as meias-finais deste Campeonato da Europa, onde vai ter pela frente a França, num encontro que está agendado para 15.30 horas do próximo domingo. 

 

A outra meia-final, acrescente-se, será jogada entre Países Baixos e Sérvia (também no domingo, mas às 18.00 horas). 

 

Recorde o filme do jogo:

 

Final da partida! Espanha 1 Portugal 2.

 

90+5 minutos: Cruzamento da esquerda de Manuel Mendonça e Rodrigo Ribeiro, no centro da área, remata para defesa de Nono.

 

90+4 minutos: Substituição em Portugal, com a saída de Ivan Lima e a entrada de Manuel Mendonça.

 

90+2 minutos: Assistência de Vivaldo Semedo e Ivan Lima, junto à marca de penálti, remata de primeira para grande defesa de Nono.

 

Foram dados quatro minutos de tempo adicional mínimo para esta segunda parte.

 

90 minutos: Dupla substituição em Portugal, com as saídas de João Veloso e Afonso Moreira, para as entradas de João Vasconcelos e Vivaldo Semedo.

 

89 minutos: Cruzamento da esquerda de Mella e cabeceamento de Álvaro Ginés, por cima da barra.

 

88 minutos: Dupla substituição na Espanha, com as saídas de Hernandez e Garriel, para as entradas de Youssef e Víctor Moreno.

 

88 minutos: Remate de longe de Iker Bravo, mas a bola é desviada por Ussumane Djaló e sai pela linha final.

 

85 minutos: Cartão amarelo a Martim Fernandes.

 

79 minutos: Substituição em Portugal, com a saída de José Rodrigues e a entrada de Rodrigo Ribeiro.

 

77 minutos: Substituição na Espanha, com a saída de Dani Pérez e entrada de Álvaro Ginés.

 

71 minutos: Remate muito forte de Dário Essugo, do meio da rua, com a bola a sair por cima da barra da baliza de Nono.

 

68 minutos: Cruzamento da direita de Martim Fernandes e José Rodrigues, no centro da pequena área, tentou o desvio de calcanhar, mas Keddari, atento, desviou para canto.

 

65 minutos: Remate de Pol Fortuny, à entrada da área, ligeiramente ao lado do poste esquerdo da baliza de Diogo Fernandes.

 

63 minutos: Golo de Portugal! José Rodrigues, na conversão do penálti, não perdoa e faz 1-2.

 

62 minutos: Cartão amarelo a Gasiorowski.

 

62 minutos: Penálti para Portugal! Remate de Afonso Moreira e desvio com o braço e Gasiorowski.

 

60 minutos: Passe de José Rodrigues e Ivan Lima, já na área, remata forte, de pé esquerdo, mas por cima da barra da baliza de Nono.

 

57 minutos: Dupla substituição na Espanha, com as saídas de Dani Rodriguez e Miguel Carvalho, para as entradas de David Mella e Pol Fortuny.

 

56 minutos: Mais um momento deslumbrante de João Veloso, com um fantástico passe de calcanhar para Ivan Lima que, já dentro da área, remata cruzado, mas ao lado do poste esquerdo da baliza de Nono.

 

54 minutos: Excecional passe de João Veloso, de trivela, e José Rodrigues, na cara de Nono, remata ao poste direito da baliza espanhola. Que oportunidade para Portugal!

 

Início da segunda parte!

 

Tudo em aberto nesta partida dos quartos de final do Campeonato da Europa de sub-17. A seleção espanhola entrou mais afirmativa, com algumas aproximações à baliza de Diogo Fernandes, mas foram os jovens lusos que conseguiram chegar à vantagem: aos 9 minutos, e na sequência de um erro clamoroso de Boñar, Afonso Moreira, no centro da área, dominou com o peito e rematou forte e colocado para o primeiro golo da tarde.

 

Foi, porém, sol de pouca dura, uma vez que apenas 8 minutos depois, a Espanha conseguiu empatar: Boñar, de cabeça, redimiu-se e fez o 1-1.

 

Depois disso, equilíbrio quase total. Os espanhóis têm tido mais posse de bola e jogam mais tempo no meio-campo nacional, é um facto, mas a turma das equinas tenta aproveitar as situações de transição para colocar em sentido o último reduto contrário.

 

Intervalo! Espanha 1 Portugal 1.

 

45+1: Cruzamento da esquerda de Dani Pérez e cabeceamento de Moreno, por cima da barra.

 

Foi adicionado 1 minuto de tempo adicional mínimo a esta primeira parte.

 

36 minutos: Cartão amarelo a Iker Bravo.

 

30 minutos: Remate de Dani Pérez para grande defesa de Diogo Fernandes e, na recarga, Miguel Carvalho atira ao lado.

 

25 minutos: Miguel Carvalho, já dentro da área portuguesa, remata forte, de pé esquerdo, com a bola a sair por cima da barra da baliza de Diogo Fernandes.

 

24 minutos: João Veloso, ainda de fora da área, ligeiramente descaído para o flanco direito, tentou o chapéu a Nono, mas a bola saiu ligeiramente por cima da barra da baliza do guarda-redes espanhol.

 

21 minutos: Cartão amarelo a Hernandez.

 

17 minutos: Golo da Espanha! Cruzamento da esquerda de Gasiorowski, desvio de cabeça de Keddari ao primeiro poste, e Boñar, também de cabeça, ao segundo poste, restabelece a igualdade. 1-1.

 

9 minutos: Golo de Portugal! Mau passe de Boñar e Afonso Moreira, no centro da área, dominou com o peito e disparou de pé esquerdo para o 0-1.

 

6 minutos: Afonso Moreira, depois de fletir da direita para o centro, visou a baliza espanhola, mas o remate do número 17 da equipa das quinas saiu fraco e ao lado do poste esquerdo da baliza de Nono.

 

4 minutos: Assistência de Dani Pérez e Miguel Carvalho, à entrada da área, remata de pé esquerdo, por cima da barra da baliza de Diogo Fernandes.

 

3 minutos: Cruzamento da esquerda de Garriel, cabeceamento de Iker Bravo para defesa apertada de Diogo Fernandes e, na recarga, Moreno remata ao lado do poste direito da baliza portuguesa.

 

Início da partida!

 

Espanha: Nono, Boñar C, Keddari, Gasiorowski, Garriel, Miguel Carvalho, Hernandez, Moreno, Dani Rodriguez, Iker Bravo e Dani Pérez

Suplentes: Quetglás, Sogorb, Youssef, Fortuny, Álvaro Ginés, Mella, Susoho, Mendoza e Victor Moreno

Treinador: Julen Guerrero

 

Portugal: Diogo Fernandes, Martim Fernandes, João Muniz, Diogo Monteiro C, Leonardo Barroso, João Veloso, Dário Essugo, Ussumane Djaló, Afonso Moreira, José Rodrigues e Ivan Lima

Suplentes: Francisco Silva, João Conceição, Rafael Luís, Rodrigo Ribeiro, Luís Gomes, Manuel Mendonça, Tiago Andrade, Vivaldo Semedo e João Gonçalves

Treinador: José Lima

 

Árbitro: Christian-Petru Ciochirca (Áustria)

Assistentes: Maximilian Weiss (Áustria) e Isaak Elias Bashevkin (Noruega)

4.º Árbitro: Juxhin Xhaja (Albânia)

 

Já há equipas!

 

O duelo entre Portugal e Espanha irá decidir qual a última seleção a garantir o apuramento para as meias-finais, onde já estão Países Baixos (venceu a Itália por 2-1), França (1-1 e 4-3 no desempate por penáltis diante da Alemanha) e Sérvia (derrotou a Dinamarca por 2-1).

 

Recorde-se que Portugal já se sagrou campeão europeu de sub-17 por duas ocasiões, sendo que, em ambos os casos, derrotou na final da prova a... Espanha (2-1, em 2003, em Portugal; 1-1, com 5-4 nos penáltis, em 2016, no Azerbaijão).

 

Os jovens lusos chegaram a esta fase da competição depois de terem terminado o Grupo D na 2.ª posição, com 6 pontos (duas vitórias e uma derrota), ao passo que os espanhóis venceram o Grupo C, com 7 pontos (duas vitórias e um empate).

 

Portugal defronta esta tarde (18 horas) a Espanha, numa partida dos quartos de final do Campeonato da Europa de sub-17, que se realiza em Israel, e A BOLA online irá acompanhar todas as incidências deste duelo ibérico. Venha daí connosco, caro leitor...

 

Boa tarde!

 

Ler Mais
Comentários (25)

Últimas Notícias

Mundos