«Temos de mandar no nosso estádio»

Argentina 03-05-2022 20:13
Por Redação

A 4.ª jornada do Grupo H da Libertadores vai marcar o reencontro entre dois dos cinco treinadores portugueses envolvidos nesta edição da prova. O Flamengo, de Paulo Sousa, visita o Talleres, de Pedro Caixinha, e na Argentina apela-se a um jogo épico.

 

«O plantel está consciente de que jogaremos como nos desafios mais importantes da história de futebol de Córdoba. Não enfrentaremos a história do Flamengo, mas o Flamengo atual. Focámo-nos muito no jogo anterior, no Rio de Janeiro [n.d.r. - derrota por 1-3], para preparar esta partida em casa. Sabemos o que não fizemos bem e o que o rival aproveitou, mas tivemos coisas interessantes e que queremos reforçar agora. Se o fizermos dessa maneira, poderemos vencer», assinalou Pedro Caixinha, na antevisão do encontro agendado para as 23 horas desta quarta-feira.

 

«O Flamengo tem a sua estrutura definida, mas, se analisarmos os seus jogos no Peru e no Chile, concluímos que não é a mesma equipa que joga no Maracanã. Isto apesar de ter a mesma ideia de jogo e os meus futebolistas. Aqui, no nosso estádio, temos de mandar e transformá-lo na nossa fortaleza», atirou, passando a mensagem para o balneário.

 

Com um discurso incisivo e inspirador, Caixinha lançou mais um estímulo aos seus jogadores. «O adversário pode superar-te, mas não podes deixar de lutar. As segundas bolas que perdes vão ferir-te, as que não disputares vão matar-te. Espero que a equipa dê a sua resposta na quarta-feira. Tivemos a conversa mais profunda desde que chegámos aqui, agora é uma questão de tomar decisões. Esse é o caminho», concluiu.

 

O Talleres segue na 2.ª posição do grupo, com seis pontos, menos três do que o lider Flamengo. U. Catolica e Sporting Cristal ocupam as 3.ª e 4.ª posições com três e zero pontos, respetivamente.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias