«O segundo amarelo ao Camavinga é muito claro»

Sevilha 17-04-2022 23:21
Por Redação

O Sevilha sofreu neste domingo a primeira derrota em casa (2-3) na presente edição de La Liga, frente ao Real Madrid. Desfecho que, na opinião do treinador Julen Lopetegui, foi, em parte, influenciado por algumas decisões de arbitragem, nomeadamente a que terá poupado o segundo amarelo ao francês Camavinga, jogador adversário.

 

«Se o árbitro beneficiou alguém? Deixo essa questão para vocês, analisem!», começou por dizer o técnico da formação da Andaluzia, confrontado, depois, com as queixas de Carlo Ancelotti, treinador dos merengues, relativamente a um alegado penálti que ficou por marcar a seu favor – mão na bola de Diego Carlos na área – e a um golo supostamente mal anulado a Vinícius.

 

«Prefiro não falar do árbitro porque vou arrepender-me. O segundo amarelo ao Camavinga é muito claro. Ele até pode não ver, mas tem muitos auxiliares. Quando há lances duvidosos, não temos tido a sorte que os adversários diretos têm tido. Como treinador, não me sinto bem em desculpar-me com o árbitro, mas estou muito convicto de que uma equipa devia ter começado a segunda parte com 10. Ninguém duvida disso, com certeza», apontou Lopetegui.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias