Apreciação aos leões no dérbi: Matheus Nunes colocou Sarabia e Paulinho a bailar

Sporting 04-12-2021 12:55
Por Paulo Alves

A BOLA apresenta-lhe a pontuação dos jogadores do Sporting no dérbi com o Benfica. Pulmão imenso do luso-brasileiro no miolo soltou os criativos, fez uma assistência e ainda marcou. Pés de veludo e grande golo do espanhol. Paulinho determinante... não só pelo golo.
 

Adán - 8

Impediu Grimaldo de festejar (10’) e fez defesa a garantir pontos quando negou o golo a João Mário (61’), até porque na saída de bola seguinte o leão fez o 2-0. Decisivo.   


Luís Neto - 7

Sem Coates foi ele o patrão e soube impor-se tanto pelo ar como nas bolas rasteiras, com vários cortes decisivos aos pés de Darwin, Everton e companhia.


Gonçalo Inácio - 7

Irrepreensível serenidade a controlar a sua zona de ação, a sair aos pés de Darwin, Everton e a evitar que a bola chegasse mais vezes à baliza de Adán.

Feddal – 7
Foi o primeiro a mostrar a raça leonina ao travar João Mário em falta que lhe valeu amarelo logo no primeiro minuto de jogo. Saiu aos 53’ com lesão na coxa esquerda, mas, pelo meio, noite tranquila.


Pedro Porro - 6

Foi dele o primeiro remate do leão, (3’), colocando a águia em sentido. Esteve no primeiro golo e foi seta apontada à área adversária, prendendo Grimaldo. 


Ugarte -7

Que estreia a titular na Liga. Arrancou amarelo a Weigl (27’), obrigou João Mário a pisar outros terrenos, roubou bolas, arriscou ir ao ataque. Alguém se lembrou de Palhinha?

Matheus Nunes - 8
Fez de Palhinha, ajudou Ugarte, cortou bolas, secou o miolo da águia (João Mário que o diga), teve um pulmão do tamanho do Atlântico que separa o Brasil onde nasceu do País que o acolheu. Impressionante a arrancada, pela zona central, sem que ninguém lhe conseguisse tirar a bola até assistir Paulinho (62) para o 0-2. Depois Esgaio deu-lhe bola e André Almeida abriu-lhe o corredor para matar a águia. 

Matheus Reis -6

Deu nas vistas com belo passe  para Sarabia no golo anulado a Paulinho (45+1’). Recuou para a linha central com lesão de Feddal e sempre olhos nos olhos dos adversários sem qualquer temor. 


Pedro Gonçalves - 8

Deixou marca intensa neste dérbi com soberbo passe endossado para Sarabia inaugurar o marcador (8’). Procurou o seu golo e esteve perto de o fazer, aos 23’ e 37’, neste último com remate que Vlachodimos defendeu para o poste. A bola sente-se bem tratada quando passa pelos seus pés.


Paulinho - 8

Determinante, não só pelo golo que apontou - à matador - mas pela forma como pressionou Weigl impedindo o alemão de ter bola além da linha de meio campo. Festejou duas vezes, só à segunda é que contou e festejou com ganas.


Sarabia - 8

Soube explorar as fragilidades de marcação entre Lázaro e André Almeida para surpreender com sucesso no primeiro golo (8’) com simplicidade notável. Nunca tirou o pé, o que lhe valeu amarelo por entrada dura sobre André Almeida, ofereceu passes açucarados a Pedro Gonçalves e a Paulinho e deixou um intenso aroma a bom futebol.


Esgaio - 6

Entrou para médio/ala esquerdo e rematou para defesa apertada de Vlachodimos (67’) estava apenas há dois minutos em campo. Um minuto depois assistiu Matheus Nunes no 0-3. Missão cumprida.

Tiago Tomás - 5

Levou frescura ao ataque a seis minutos do final e tentou a sorte, com remate que não passou longe do alvo (85’).


Daniel Bragança -

Chegou à partida já na compensação para permitir os aplausos para Ugarte.  


Nuno Santos -

Idem em relação a Daniel Bragança, para Pedro Gonçalves ouvir os aplausos dos seus adeptos.  

Ler Mais
Comentários (26)

Últimas Notícias