SAD «estranha» que Liga ainda não tenha adiado jogo com o Vizela

Belenenses SAD 02-12-2021 10:48
Por Redação

Depois de ter entrado em campo frente ao Benfica com apenas nove jogadores, o Belenenses SAD pediu à Liga o adiamento do encontro com o Vizela, agendado para a próxima segunda-feira, estranhando que o organismo ainda não o tenha feito, uma vez que a equipa está impedida de treinar-se, e para que «não se repita o simulacro» que aconteceu frente ao Benfica.

 

«Como já foi objeto de comunicação médica à Liga, todo o plantel da equipa profissional e da equipa de sub-23 da Belenenses SAD, com exceção de um jogador que se encontra na África do Sul, está em isolamento até 10 de dezembro. Todos os elementos da equipa técnica estão em isolamento. Todos os elementos do departamento clínico estão em isolamento. Esta indisponibilidade foi ordenada pelas autoridades de saúde no contexto da epidemia de Covid-19, o que constitui um caso evidente de força maior. Por virtude desta situação, os jogadores da Belenenses SAD têm estado e continuarão impedidos de treinar. Nenhum jogador, nenhum treinador e nenhum elemento do departamento clínico se poderá apresentar em Vizela para o jogo agendado para a próxima segunda-feira. Estão legalmente obrigados a permanecer em casa», diz um comunicado da SAD do clube.

 

«Constitui obrigação primeira e essencial da Liga a defesa da verdade desportiva e da integridade das competições. Segundo o art. 8º dos seus Estatutos, a Liga e os seus órgãos e associados nas suas relações associativas e desportivas devem observar, entre outros, os princípios da legalidade, da igualdade, da ética, da lealdade e da verdade desportiva e da proteção do bom nome do futebol profissional. Nos termos do artigo 46º do Regulamento das Competições, a Liga tem o dever ex officio de não permitir a realização de um jogo sempre que por força maior este não se possa ou não se deva realizar. No presente caso, por motivo de força maior, essas condições não estão asseguradas, desde logo porque uma das equipas está impedida de treinar e não poderá apresentar ao jogo um único jogador, treinador ou membro do departamento clínico, o que é do conhecimento da Liga», continua o documento.

 

Pede-se, então, o adiamento do jogo: «Por outro lado, a incerteza médica que rodeia a nova variante Omicron, e que mobiliza o mundo no seu todo, torna vital que todas as decisões tomadas pela Liga se rejam obrigatoriamente pelo superior interesse da máxima proteção da saúde pública. Não facilitar é uma obrigação ética e médica que não admite indefinições. Nestes termos, estranha-se que a Liga ainda não tenha adiado a realização do jogo entre Vizela e Belenenses SAD. É urgente que a Liga, como lhe compete segundo os princípios a que está estatutariamente adstrita, e enquanto organizadora da competição, adie o jogo entre o Vizela e a Belenenses SAD nos termos do art. 8º dos seus Estatutos e artº 46º do Regulamento das Competições, por causa de força maior e por forma a assegurar a salvaguarda da integridade da competição e da verdade desportiva bem como em salvaguarda do superior interesse da proteção da saúde pública.»

 

«Desse modo se evitará que se repita a vergonha – e se corram os mesmos riscos – verificados no simulacro de jogo entre a Belenenses SAD e o Sport Lisboa e Benfica, em que a Liga não cumpriu com estas suas obrigações estatutárias e regulamentares», finaliza o pedido. 

Ler Mais
Comentários (58)

Últimas Notícias