Acordo de Ronaldo com a Juventus durante a pandemia sob investigação

Juventus 01-12-2021 17:14
Por Redação

O Ministério Público de Turim está, de acordo com o Corriere Dello Sport, a investigar um alegado documento assinado por Cristiano Ronaldo e pela Juventus durante a pausa do futebol em Itália, entre março e junho do ano passado, devido ao confinamento da pandemia de Covid-19.

 

O jornal italiano dá conta de que, na altura, todo o plantel e equipa técnica do clube renunciaram aos salários durante a pausa do campeonato, que durou desde março até junho.

 

No entanto, o internacional português, agora no Manchester United, terá gizado com os dirigentes do clube um contrato onde a Juventus se comprometia a pagar 10,3 milhões de euros limpos a CR7 assim que o lockdown total em Itália terminasse e o futebol recomeçasse. Esse montante referia-se aos salários entre junho e março; por ano, Ronaldo auferia 31 milhões de euros limpos em Itália.

 

Esta investigação começou após escutas telefónicas entre Federico Cherubini, diretor geral do clube, e o advogado da Juventus Cesare Gabasio, em que, numa conversa, falavam de um documento sobre Ronaldo «que nunca devia ter existido». Nas buscas às instalações do clube, na passada sexta-feira, não foi, no entanto, encontrado qualquer contrato referente a esta situação.

Ler Mais
Comentários (6)

Últimas Notícias