«Maradona violou-me enquanto a minha mãe chorava atrás da porta»

Argentina 21-11-2021 14:44
Por Redação

Uma das antigas namoradas de Maradona, a cubana Mavys Álvarez, atualmente com 37 anos, concedeu uma entrevista ao portal Infobae, na qual relatou vários episódios de maus tratos quando tinha 16 anos.

 

«Maradona tapou-me a boca para eu não gritar, para eu não dizer uma palavra enquanto me violava. A minha mãe veio ver-me naquele dia à casa onde estávamos em Havana (Cuba) e o Diego não queria abrir a porta do quarto. A minha mãe bateu à porta e ele não abriu. Ele violou-me. Foi isso que aconteceu», garante Mavys Álvarez, que acrescenta:

 

«Diego nunca abriu a porta. Ele nunca a abriu. A minha mãe continuava a bater e a chorar atrás da porta porque sabia que estávamos ali. Ele nunca a abriu até que teve de sair, porque não a queria abrir. Ele não me deixou gritar. Ele não me deixou. Não consegui. Não podia. Ele não me deixava. Ele dizia-me ‘cala-te, cala-te!’», juntou.

 

 

Ler Mais
Comentários (32)

Últimas Notícias