Diretor do Feyenoord demite-se por temer segurança da família

Países Baixos 27-10-2021 17:24
Por Redação

Mark Koevermans, 53 anos, demitiu-se esta quarta-feira do cargo de diretor geral do Feyenoord, depois de ter recebido várias ameaças nos últimos tempos, que o levaram a temer pela segurança da sua família.

«O Feyenoord está no meu coração desde que era criança. Quando fui nomeado, disse, sem exageros, que trabalhar no clube era um sonho tornado realidade. Por isso, hoje não é um bom dia para mim. Dói ter de tomar esta decisão, mas acho que é o melhor, apesar de saber que sentirei falta do clube, dos companheiros e de muitas pessoas envolvidas com o clube», expressou.

Koevermans, antigo tenista profissional, entrou no Feyenoord em 2009 e há cerca de dois anos foi nomeado diretor geral, tendo nos últimos tempos estado ativo nas negociações com a Câmara de Roterdão tendo em vista a construção de um novo estádio, que tem levantado muita polémica.

No mês passado, as janelas da casa do dirigente foram partidas e as paredes pintadas, levando à reação por parte da Federação (KNVB). «Isto tem de parar. Vamos trabalhar com o Governo para tomar medidas rápidas e firmes», disse Marianne van Leeuwen, responsável pelo futebol profissional da KNVB.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos