Guardiola, a pressão sobre o treinador e o exemplo de Steve Bruce

Manchester City 22-10-2021 15:32
Por Redação

Ao fazer a antevisão da partida frente ao Brighton (sábado, 17.30 horas) Pep Guardiola falou sobre as diferenças entre ser treinador em Espanha, na Alemanha ou em Inglaterra.

 

«Não, aqui não é pior do que em Espanha ou na Alemanha, aqui é melhor. Em Espanha há mais rádios, televisões. E não é toda a imprensa, mas somos tratados pelos resultados. Quando ganhamos somos génios, quando perdemos somos um desastre. Então agora com as redes sociais, em Espanha toda a gente está mais envolvida, há jornalistas nos treinos, é mais intenso. Mas se queremos ser treinadores temos de aceitar», justificou.

 

«Somos muito criticados, às vezes mais do que os piores da sociedade, só por não ganharmos um jogo. Sou bem tratado porque ganhamos, mal tratado porque perdemos. Mas adoro, adoro, não dou atenção», disse.

 

O treinador espanhol fez também elogios a Steve Bruce, dispensado do Newcastle esta semana. O jogador Allan Saint-Maximine deixou uma mensagem sentida ao treinador, com Guardiola a concordar.

 

«Li a mensagem e sei que Steve Bruce é um cavalheiro. Sempre me tratou bem. O que lhe posso dizer é que não ligue muito aos comentários parvos. Ele e todos os outros querem fazer o melhor, não se deve preocupar. Estou certo que todos no Newcastle, especialmente os jogadores sabem quem é Steve Bruce, desejo-lhe tudo de bom e que volte em breve, ele tem o jogo no sangue», comentou.

 

 

A mensagem de Saint-Maximine:

 

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias