Seleções europeias querem boicotar Mundial de dois em dois anos

FIFA 20-10-2021 11:40
Por Redação

Nas últimas semanas tem vindo a ganhar força o plano da FIFA para alterar o calendário das provas internacionais de seleções de futebol. O organismo máximo do futebol mundial pretende avançar com uma alteração para que o Campeonato do Mundo de seleções se passe a disputar de dois em dois anos, numa medida que tem em Arsène Wenger um dos principais promotores.

 

Esta alteração tem vindo a ser alvo de muita controvérsia, com o mais recente episódio a surgir da parte de algumas federações europeias de futebol, que ameaçam um boicote coletivo à FIFA. Como noticiado pela Associated Press, são mais de 12 seleções (das 55 que compõem a confederação europeia de futebol) que pretendem deixar a FIFA como forma de protesto a esta alteração, num movimento impulsionado, sobretudo, pelos países nórdicos.

 

Na semana passada, Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, Islândia e Ilhas Faroé emitiram um comunicado conjunto no qual expressam a ideia de se demarcarem da FIFA no caso da aprovação da proposta do Mundial se passar a realizar de dois em dois anos.

 

Este boicote, frisam, não teria qualquer consequência no que à UEFA diz respeito, sendo que o próprio presidente do organismo máximo do futebol europeu, Aleksander Ceferin, também já se manifestou contra esta proposta.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias