«Contratação de Edgar Davids teve resultados catastróficos»

Olhanense 01-06-2021 18:57
Por Redação

O presidente da SAD do Olhanense deixou, esta terça-feira, uma mensagem nas redes sociais em jeito de balanço da época que agora terminou, na qual o clube algarvio falhou o acesso à Liga 3.

Destacam-se as palavras sobre o treinador holandês Edgar Davids, «uma pessoa com um grande passado de jogador, o que por si só significa pouco ou nada como treinador de presente ou futuro», pode ler.-se.

«Foi-me dito por parte do nosso diretor desportivo ( Andrea Papadia) e a pessoa de ligação aos nossos investidores, que esta era a única solução para acautelar a vinda de dinheiro e dar continuidade ao projeto, reforçando o interesse dos atuais e de novos parceiros para que nos fosse permitido continuar a desenvolver um trabalho honroso para as nossas cores.

A nível financeiro estamos ainda à espera de ver esses mesmos benefícios. A nível desportivo a decisão resultou claramente catastrófica, algo que suspeitava, mas infelizmente as opções eram poucas. O nosso treinador nunca conseguiu criar uma ligação com o plantel e dar uma identidade clara ou um modelo de jogo credível para os pergaminhos da nossa história», aponta.

Eis a mensagem na íntegra:

 

«Neste momento muito complicado para o meu/nosso Olhanense é meu desejo passar uma mensagem aos sócios, adeptos e à própria cidade.

 

O Olhanense precisa de vocês!!!!
 

Como Presidente, vivo momentos terríveis. Eu estou a sofrer como vocês. Foi uma temporada desgastante, extenuante em todos os sentidos, dei tudo mas não foi o suficiente , muitas semanas em que prejudiquei a minha família em prol de uma causa que acredito, para na maiorias das vezes ser insultado nas redes sociais pelos novos justiceiros da verdade, aqueles campeões do Facebook que tudo criticam e nada fazem à parte de insultar tudo e todos, do futebol à política, passando por todas as esferas da sociedade.
 

Apesar de muitos se esquecerem, eu não me esqueço que acabámos a época passada, 19/20 , em primeiro lugar e, no final, não só não subimos,como descemos de divisão. Sim, nós não descemos no Domingo, descemos há um ano atrás apesar de termos terminado no 1 .lugar. A equipa de 19/20 tinha sido construída ao longo dos anos anteriores, com muito trabalho e dinheiro perdido, e tinha cumprido os objetivos da minha direção.
 

Todavia a COVID e as decisões tomadas por parte dos organismos desportivos deitaram abaixo o nosso projeto, o nosso sonho de retornar aos campeonatos profissionais, espezinharam-nos!
 

Perdemos inevitavelmente quase todos os nossos jogadores e tivemos que iniciar novamente do 0 , o que em qualquer circunstância era difícil, agora imaginem num contexto de pandemia ainda mais na nossa região que tão afetada foi pelos confinamentos.
 

Como decerto se lembram, Investimos muito tempo e dinheiro para tentar defender os nossos direitos e do nosso Olhanense nos processos do TAD e não só, assim como na opinião pública, que claramente se expressou pela enorme injustiça que nos foi feita, o que acabou inevitavelmente por comprometer a construção da presente época.
 

Reiniciar esta temporada foi uma decisão difícil, que numa lógica racional teria sido muito mais facil para mim desistir, ainda para mais numa altura em que o mundo se encontrava fechado pela pandemia da COVID e com as dificuldades em recorrer a parcerias, sponsors e apoios para desenhar uma época tranquila e estável, que nos permitisse chegar ao objetivo mínimo de subir à liga3.
 

Em janeiro, fruto dessas muitas dificuldades, fui obrigado a aceitar a decisão de contratar como treinador principal o Sr. Edgar Davids, uma pessoa com um grande passado de jogador, o que por si só significa pouco ou nada como treinador de presente ou futuro. Foi-me dito por parte do nosso diretor desportivo ( Andrea Papadia ) e a pessoa de ligação aos nossos investidores, que esta era a única solução para acautelar a vinda de dinheiro e dar continuidade ao projeto, reforçando o interesse dos atuais e de novos parceiros para que nos fosse permitido continuar a desenvolver um trabalho honroso para as nossas cores .
 

A nível financeiro estamos ainda à espera de ver esses mesmos benefícios. A nível desportivo a decisão resultou claramente catastrófica, algo que suspeitava, mas infelizmente as opções eram poucas .
 

O nosso treinador nunca conseguiu criar uma ligação com o plantel e dar uma identidade clara ou um modelo de jogo credível para os pergaminhos da nossa história.
 

No entretanto fiz de tudo para juntar o plantel e restante equipa técnica , só Deus e quem lá esteve sabe o que passámos e fizemos, e tivemos até ao último jogo a possibilidade de chegar à Liga3. Acabámos o campeonato regular no terceiro lugar e entrámos num play-off com, possivelmente, o grupo mais equilibrado/difícil.
 

Tenho que ser honesto e não ser hipócrita nesta hora , nem nós, nem o Real, nem o Praiense, após o que aconteceu na passada época, merecíamos estar fora da próxima Liga3.
 

Mas no passado domingo, mais uma vez de maneira crua, decretou o que nenhum de nós queria e ficámos fora da subida à liga3.

Mais uma vez digo , serão dias muitos complicados os próximos, mas irei fazer tudo o que está ao meu alcance para que o Olhanense ( o clube a Sad o que lhe queiram chamar ) possa ter um futuro que seja mais identificável com a nossa terra e os nossos princípios e que lhe permita ser um clube e uma equipa respeitada em todo o Portugal por todos , porque o merecemos!
 

Uma última palavra especial a todos aqueles que me/nos apoiaram desde a primeira hora e me ligaram nestes difíceis dias com especial relevo aos meus companheiros de luta heroica Alessandro Sbraccia, Daniel Viegas , Francisco Pinheiro ( Xavi ) restante staff e jogadores com especial palavra aos capitães ( Caleb e Albino ) e adjuntos ( Faria , Jorge , Vicente , Miguel) , sem nunca esquecer :Virgílio Martins , Bruno Santos , Daniela António, Rafael e Nuno, Nini e esposa ,Marquinhos , Luis Teixeira e restantes elementos do clube, Gabriel, Joshua e Andre Lemos e a todo o grupo 1912 , Presidente da Assembleia ao SCO Dr Filipe Ramires , Presidente da CMO Dr. António Pina, Presidente Junta de Olhão Dr . João Evaristo , Presidente da Junta Quelfes Dr. Dimas , diretor do IPDJ Dr . Custodio Moreno e aos nossos estimados parceiros e patrocinadores MFS ( Zuneid Sidat ) , Restaurante Franguito, Restaurante Franguinho ( Pinto ) , Restaurante Praça Velha ( Sr Manuel) , EC Travel ( Eliseu Correia ) , Imoart ( família Cale ) , Clínica de Olhao ( Ricardo Calé) , Intermarché ( Sr Angel ) , Ricoh , Claw ( Bruno Carvalho),NSF ( Nelson Farinha ), Line Star Life (Ricardo), Lavazza e a todos anónimos e alguém que me possa ter esquecido não foi por mal, que de uma maneira ou de outra estiveram sempre lá, muito obrigado do fundo do coração a todos , criticar é fácil, fazer é muito mais dificil.»




Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias