A ambição do leão

Sporting 07-05-2021 12:07
Por Eduardo Marques

Jogo a jogo foi lema que norteou o discurso de Rúben Amorim e dos jogadores ao longo da época. Mas o próximo jogo, agendado para terça-feira, em Alvalade, diante do Boavista, pode coroar de glória a temporada da equipa, um objetivo nunca assumido em Alvalade fora de portas, mas que foi ganhando força e convicção interna à medida que o leão foi desafiando a história e mantendo-se firme na liderança do campeonato... desde a sexta jornada.


Depois de garantir a entrada direta na Champions e do empate do clássico entre o Benfica e o FC Porto, ao Sporting faltam apenas dois pontos para celebrar a conquista do ambicionado título - o FC Porto, nas três jornadas que faltam, o máximo que pode conquistar são 80 pontos; o Sporting tem neste momento 79.

 

Ou seja, basta vencer o aflito Boavista - no campeonato a pantera apenas uma vez ganhou ao leão, em Alvalade, na longínqua época de 1975/1976 -, para que a festa que os adeptos já vão fazendo, de apoio indefetível à equipa e ao treinador, se torne numa manifestação nacional e além fronteiras. Aliás, o Sporting até pode ser campeão no sofá, caso o FC Porto não consiga vencer o Farense, na segunda-feira. 


Mas se essa é a ambição maior no balneário leonino, há outras que continuam em segredo e que fazem até parte da comunicação motivacional no balneário. 
 

Leia mais na edição impressa ou digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (22)

Últimas Notícias

Mundos