Murphy e Selby elevam a oito os campeões do Mundo nos 'oitavos'

Snooker 22-04-2021 22:26
Por António Barroso

Os ingleses Shaun Murphy, campeão mundial em 2005, e Mark Selby, já tricampeão mundial (2014, 2016 e 2017), garantiram esta quinta-feira as duas últimas vagas entre os 16 apurados para os oitavos de final do Campeonato do Mundo de Snooker, em curso até 3 de maio em Sheffield (Inglaterra), ao vencerem os derradeiros jogos dos 16 avos de final da competição, e a elevarem para oito o número de profissionais que já conquistaram o cetro máximo no Crucible Theatre presente na 2.ª ronda, ou seja, metade dos contendores ainda em prova.

 

Selby e Murphy juntaram-se aos compatriotas Ronnie O’Sullivan (hexacampeão, em 2001, 2004, 2008, 2012, 2013 e 2020), Judd Trump (2019) e Stuart Bingham (2015) mas também ao australiano Neil Robertson (2010), ao galês Mark Williams (tricampeão, em 2000, 2003 e 2018) e ao escocês John Higgins – tetracampeão (1998, 2007, 2009 e 2011) – para formar formidável lote de jogadores entre os 16 sobreviventes após seis dias de competição. E a sua presença e peso nestes ‘oitavos’ é sinónimo do peso da experiência no ‘teatro dos sonhos’. E sete deles podem sonhar com os 'quartos': só do duelo entre John Higgins e Mark Williams é que um ficará pelo caminho nos 'oitavos' de final, os outros seis podem seguir em prova (têm diferentes adversários),  o que resume o nível do torneio. Dos campeões de 2000 em diante, só Peter Ebdon (2002, já retirado) e o escocês Graeme Dott (2006) não continuam a dar cartar nesta edição no Crucible.  Fasquia no teto.

 

Sexto da hierarquia, Shaun Murphy, de 38 anos, chegou à sessão da tarde deste dia em desvantagem tangencial (4-5) ante o experiente (48 anos) compatriota Mark Davis, 49.º do ranking. Nada que 6-2 nesta segunda e decisiva sessão não resolvesse a favor do ‘mágico’ Murphy, que anotou duas centenárias no duelo (de 113 e 131 pontos, respetivamente), além de mais quatro entradas de 50 ou mais pontos para marcar encontro com o chinês Yan Bingtao nos oitavos de final.

 

Sem surpresa, após o 8-1 da 1.ª sessão (na véspera), também o inglês Mark Selby, de 37 anos, quarto da hierarquia, formalizou a qualificação para os 16 melhores de forma rápida, ante o norueguês Kurt Maflin, de 37 anos, 21.º do ranking: dois parciais mais… e 10-1, o resultado mais desnivelado dos ‘16avos’… e do Mundial. À espera de Selby nos oitavos de final está, noutro embate de fazer faísca, o norte-irlandês Mark Allen, ‘The Pistol’.

 

E na estreia já dos oitavos de final, sabor agridoce para Ronnie O ‘Sullivan, de 45 anos, N.º2 da tabela, que parecia fadado para amealhar confortável vantagem para sexta-feira ante Anthony McGill, de 30 anos, 15.º da hierarquia. Parecia.

 

Ronnie chegou a 4-1, com a 1106.ª e 1107.ª centenárias da carreira (105 e 138 pontos, no caso), mas nada mais enganador. Num emotivo sexto ‘frame’, o ‘Rocket’ viu a branca entrar ao embolsar a última vermelha, e o que seria o 5-1 passou a ser 2-4. Não mais se encontrou a partir dai, com vários falhanços: briosa recuperação de Anthony McGill, e um 4-4.

 

Tudo em aberto para ambos para a a 2.ª sessão e decisão, jogo a fechar sexta-feira, e em que McGill já reforçou a fibra que o levou à negra das meias-finais de 2020, perdida para Kyren Wilson (16-17), além de arte: tentou a tacada máxima de 147 pontos, no sétimo parcial, mas uma preta ficou à porta do buraco nos 97 pontos, quando o encosto a O’Sullivan (3-4) já era realidade.

 

Também a discutir os ‘quartos’ está outro dos grandes favoritos, que há 11 anos celebrou o título no Crucible: o australiano Neil Robertson, de 39 anos, N.º 3 da tabela, que sai na frente 5-3 para a 2.ª sessão do duelo dos ‘oitavos’ ante o inglês Jack Lisowski, de 29 anos, 14.º da hierarquia. ‘JackPot’ chegou a liderar por 2-1, numa sessão frouxa de ambos até ao intervalo (2-2), após o qual Lisowski, com entrada de 81, liderou de novo (2-3)  para depoios ver a reação de ‘Robbo’: três ‘frames’ de rajada, com centenária pelo meio (139 pontos, para o 4-3) e 5-3 à partida para a segunda das três sessões do embate.

 

Sexta-feira, sétimo dos 17 dias do Mundial, além da conclusão do encontro do ‘Rocket’ com McGill (duas sessões, matinal e noturna), e da 2.ª sessão do duelo de Robertson com Lisowski, à tarde começa ainda outro embate a concentrar atenções, entre John Higgins e Mark Williams, o jogo cabeça-de-cartaz desta 2.ª ronda – os mesmos protagonistas da final de 2018, ganha pelo galês (16-18), a par do Selby-Allen. De manhã, também o vice-campeão mundial, Kyren Wilson, e um ‘clássico’ do Crucible, Barry Hawkins, jogam a 1.ª das três sessões.

 

O Mundial é a última prova da época 2020/2021 da World Snooker Tour, iniciou-se dia 17 do corrente mês e decorre até 3 de maio no Crucible Theatre, em Sheffield (Inglaterra). Distribui £2,385 milhões (€2,765 milhões) em prémios, das quais £500 mil (€580 mil) ao campeão.

 

Ronnie O’Sullivan defende o título conquistado em 2020 (18-8 a Kyren Wilson na final). A prova é transmitida para Portugal em direto (EuroSport) e os oitavos de final são jogados à melhor de 25 parciais: segue em frente na prova o primeiro a ganhar 13 (13-0 a possíveis 13-12).

 

Resultados desta 5.ª feira, 16avos de final (apurados a negro) e ‘oitavos’:

Shaun Murphy-Mark Davis, 10-7

Ronnie O'Sullivan-Anthony McGill, 4-4

Mark Selby-Kurt Maflin, 10-1

Neil Robertson-Jack Lisowski, 5-3

 

Jogos de 6.ª feira, oitavos de final:

Ronnie O’Sullivan-Anthony McGill, 4-4 (10 h 1.ª sessão, 19 h conclusão)

Barry Hawkins-Kyren Wilson (10 h 1.ª sessão, 19 h 2.ª sessão)

John Higgins-Mark Williams (14.30 h, 1.ª sessão)

Neil Robertson-Jack Lisowski, 5-3 (14.30 h, 2.ª sessão)

 

Resultados completos dos ‘16avos’ (apurados a negro):

Ronnie O’Sullivan-Mark Joyce, 10-4

Anthony McGill-Ricky Walden, 10-5

Ding Junhui-Stuart Bingham, 9-10

Stephen Maguire-Jamie Jones, 4-10

John Higgins-Tian Pengfei, 10-7

Mark Williams-Sam Craigie, 10-4

Mark Allen-Lyu Haotian, 10-2

Mark Selby-Kurt Maflin, 10-1

Neil Robertson-Liang Wenbo, 10-3

Jack Lisowski-Ali Carter, 10-9

Barry Hawkins-Matthew Selt, 10-3

Kyren Wilson-Gary Wilson, 10-8

Shaun Murphy-Mark Davis, 10-7

Yan Bingtao-Martin Gould, 10-6

David Gilbert-Chris Wakelin, 10-4

Judd Trump-Liam Highfield, 10-4

 

Quadro e calendário completo dos oitavos de final:

Ronnie O’Sullivan-Anthony McGill, 4-4 (6.ª feira 10 e 19 h, 2.ª sessão e conclusão)

Stuart Bingham-Jamie Jones (domingo 10 e 19 h 1.ª e 2.ª sessões, 2.ª feira 13 h conclusão)

John Higgins-Mark Williams (6.ª feira 14.30 h 1.ª sessão, sábado 10 e 19 h 2.ª sessão e conclusão)

Mark Allen-Mark Selby (sábado 14.30 h 1.ª sessão, domingo 14.30 h 2.ª sessão, 2.ª feira 19 h conclusão)

Neil Robertson-Jack Lisowski, 5-3 (6.ª feira 14.30 h 2.ª sessão, sábado 10 h conclusão)

Barry Hawkins-Kyren Wilson (6.ª feira 10 e 19 h, 1.ª e 2.ª sessões, sábado 14.30 h conclusão)

Shaun Murphy-Yan Bingtao (sábado 19 h 1.ª sessão, domingo 14.30 h 2.ª sessão, 2.ª feira 19 h conclusão)

David Gilbert-Judd Trump (domingo, 10 e 19 h, 1.ª e 2.ª sessões, 2.ª feira 10 h conclusão)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias