Europa não fez bem aos castores...

Paços de Ferreira 22-04-2021 09:48
Por Paulo Pinto

O Paços de Ferreira, depois de uma incrível primeira volta e de um início de 2021 brilhante, começa a dar sinais de alguma quebra, precisamente depois de Pepa ter assumido a candidatura europeia, após a vitória, em casa, sobre o Moreirense (3-0). Na altura, decidiu juntar todo grupo no meio do relvado para lançar o desafio aos jogadores: «Temos 44 pontos. Trabalhámos muito para conseguir a manutenção. Nada está conquistado, mas não vem mal algum ao mundo se assumirmos a ambição de lutar pelas competições europeias. Foi o que a roda significou. Entendemos reformular os objetivos. A permanência já está conseguida, achamos que agora merecemos redefinir a meta e lutar por um lugar europeu. Não sei se o vamos conseguir, mas a partir de agora é o que queremos atingir.»

 

Depois destas palavras, porém, os pacenses acumularam quatro derrotas (Famalicão, Benfica, Boavista e Farense), o que fez soar o alarme na Mata Real. Pela oportunidade desperdiçada de a equipa se distanciar da concorrência pelo 5.º lugar e, também, pelo decréscimo da qualidade exibicional.

 

Deslumbramento, desleixo ou só uma má fase? Há várias respostas para justificar o facto de o balão se ter esvaziado, mas uma deles prende-se claramente com o cansaço acumulado pelas peças nucleares. Pepa apostou quase sempre num núcleo restrito de jogadores e disso, agora, parece a equipa ressentir-se.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias