«Não há muita margem para retificar»

Nacional 20-04-2021 14:10
Por Redação

Manuel Machado, treinador do Nacional, assumiu que, apesar da derrota (0-1), a exibição frente ao FC Porto, na última jornada, fez crescer o ânimo na equipa que está cada vez mais pressionada no último lugar da Liga.

 

«Independentemente da derrota, em dois momentos individuais onde não estivemos bem, que acabaram por condenar a equipa, todos os outros fatores vão no sentido contrário. A equipa esteve organizada, foi combativa, quer na fase sem bola, quer na fase com bola e foi competente. Não arrasta toda a confiança que uma vitória arrastaria, mas faz crescer o ânimo», disse na antevisão ao encontro de quinta-feira (15 horas) com o Tondela, para a 28.ª jornada.

 

Assumindo que «não há muita margem de retificação» e que o Nacional precisa urgentemente de pontuar, Manuel Machado espera que essa exibição diante dos dragões «sirva para transportar o que de bom foi feito para o próximo jogo».

 

«Os jogadores são o eixo fundamental de tudo isto. São múltiplos os fatores que contribuem para o sucesso ou para o insucesso, mas aqueles que vão dentro do campo são os que vão determinar o positivo ou o negativo do momento», sublinhou.

 

Sobre o adversário, considerou que o Tondela «tem praticamente a época resolvida», ao contrário do que tem acontecido nos últimos anos, em que garantiu a manutenção praticamente nas últimas jornadas.

 

«Tem um conjunto ferramentas muito interessantes, bem organizada, com uma frente de ataque muito rápida e com um ponta de lança [Mário González] que está num momento de grande eficácia», frisou.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias

Mundos