Defesa de papel antes do dragão

Nacional 13-04-2021 11:43
Por Redação

Pior era quase impossível para o Nacional. Junta aos maus resultados - e vai em oito derrotas consecutivas -, o último lugar na Liga e a pior defesa da competição, com 44 golos sofridos.


De um momento para outro, a equipa madeirense acrescentou mais um registo traumatizante e que veio na pior altura: a fragilidade defensiva.


Se é certo que a consistência da defesa nunca foi uma imagem de marca desta equipa, a verdade é que nunca como agora o Nacional consentiu golos. Foram dez em apenas duas jornadas, frente a Portimonense e Santa Clara, pelos mesmos penosos números: 1-5. Para se perceber a gravidade da situação, basta referir que nunca nas 20 presenças do Nacional na Liga - retire-se desta análise a histórica goleada de 0-10, no Estádio da Luz, diante do Benfica, a 10 de fevereiro de 2019 - a equipa sofreu dez golos em duas jornadas seguidas.


O futuro imediato promete muitas dificuldades, pois o adversário que se segue é o FC Porto, que tem o melhor ataque: 55 golos marcados.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias