Tiago Djaló a A BOLA: «Neymar tem de ter mais respeito»

França 05-04-2021 14:35
Por Rui Baioneta

Tiago Djaló, 20 anos, defesa do Lille, internacional português nas camadas jovens, viu-se envolvido na última polémica no futebol francês, quando, já no minuto 90 do jogo com o PSG, acabou por ser expulso depois de um lance com Neymar. E continua incrédulo com tudo o que aconteceu.

 

O jovem central, que na vitória do Lille no Parque dos Príncipes jogou como lateral-direito, falou a A BOLA sobre o sucedido.

 

«O problema já vem do ano passado, no último jogo que fizemos em Paris, só que não se tornou viral como desta vez. Não fiz nada. Depois daquela falta, o árbitro apitou e ele acabou por me agredir. Caí no chão. Ele tentou tirar-me a bola e deu-me com a mão no queixo. E depois fui expulso sem saber porquê», diz Tiago Djaló, que não se conforma com a decisão do árbitro Benoit Bastien.

 

O internacional jovem português fala ainda da conversa que manteve com o brasileiro a caminho dos balneários.

 

«No túnel ele disse algumas coisas de que não gostei, ainda me atirou com adesivo à cara, e pronto… O que é que ele disse? Já nem sei, mas não foi nada de bom», lamenta. «São coisas de jogo… Foi cada um foi para o seu canto e mais nada», acrescenta.

 

Tiago Djaló afirma, no entanto, que não tolera faltas de respeito. E, na sua opinião, é disso que se trata.

 

«Respeito toda a gente, independentemente de ser o Neymar ou outro jogador qualquer. Respeito toda a gente. Mas acho que os outros também devem respeitar. Devemos respeitar-nos, somos colegas de profissão, e é isso que falta ao Neymar, um pouco mais de respeito. Neymar tem de ter mais respeito», defende, apontando aqui também o dedo à comunicação social: «Tem alguma culpa nisso, porque acaba sempre por dar razão, ou privilegiar, os jogadores mais mediáticos, que acabam por ser mais protegidos.»

 

Leia mais na edição impressa ou digital de A BOLA

Ler Mais
Comentários (20)

Últimas Notícias