Académica protesta jogo com o Vilafranquense

Académica 28-03-2021 16:21
Por Eduardo Pedrosa Marques

A Académica vai protestar o jogo com o Vilafranquense, alegando que Rodrigo Rodrigues, jogador lançado em campo por Carlos Pinto aos 80 minutos, não constava da ficha de jogo.

 

A verdade é que o nome do brasileiro não fazia parte da ficha distribuída aos jornalistas antes do início da partida, pelo que causou estranheza a sua entrada no relvado nos minutos finais.

 

Ao que A BOLA apurou junto de fonte próxima do processo, a Briosa já deu conta à Liga de que vai apresentar protesto – tem agora um prazo de 72 horas para efetivá-lo -, cabendo, depois, ao organismo que tutela as competições profissionais em Portugal averiguar e decidir.

 

Em causa, segundo garantem ao nosso jornal, pode estar uma de duas situações: ou houve algum problema informático na plataforma da própria Liga – algo que, a acontecer, provavelmente ilibará o Vilafranquense de quaisquer responsabilidades – ou, ao invés, pode mesmo ter sido um lapso dos responsáveis do emblema ribatejano, caso estes não tenham colocado o nome de Rodrigo Rodrigues na ficha de jogo.

 

Na eventualidade de ficar provado que a responsabilidade é do Vilafranquense, o regulamento prevê que a sanção seja a repetição do jogo. Recorde-se que estudantes e ribatejanos empataram sem golos, na manhã deste domingo, no Estádio Cidade de Coimbra.

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias

Mundos