TAD anula decisão sobre cartão amarelo a Palhinha

Sporting 16-03-2021 10:03
Por Redação

O Tribunal Arbitral do Desporto julgou procedente o recurso apresentado por João Palhinha contra o castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ao jogador do Sporting pelo cartão amarelo no jogo com o Boavista, a 26 de janeiro.

No acórdão a que A BOLA teve acesso pode ler-se: «Declarar procedente o presente recurso quanto ao invocado não cometimento pelo demandante da infração disciplinar prevista e punida no artigo 164.º, n.º 7, do RDLPFP, por ausência na concreta situação sub judice do pressuposto factual objetivo típico de que depende tal cometimento, anulando, consequentemente, a decisão disciplinar sancionatória recorrida, com absolvição do demandante da infração por que foi disciplinarmente sancionado com suspensão de 1 (um) jogo e multa de € 153,00 (cento e cinquenta e três euros).»

Palhinha, recorde-se, recorreu do castigo, alegando invalidade da decisão disciplinar por preterição dos direitos de audiência e defesa, mas o Tribunal Arbitral julgou esse ponto improcedente. Teve, sim, em conta o colégio arbitral o depoimento do árbitro Fábio Veríssimo sobre o lance em causa.

«Devido ao meu posicionamento no momento da jogada, levou-me a agir disciplinarmente por ter considerado que o jogador do Boavista se encontrava liberto de opositores e preparado para rematar à baliza quando foi empurrado pelo jogador n.º 6 do Sporting. Após visionar as imagens da jogada (ângulo oposto ao meu posicionamento) considero que a mesma não cumpre os critérios para ataque prometedor. Deste modo, a ação disciplinar não foi adequada», cita-se.
 

Perante a decisão, o Tribunal determinou ainda que as custas do processo sejam suportadas pela Federação Portuguesa de Futebol.

Ler Mais
Comentários (339)

Últimas Notícias