Rúben Amorim persegue registos dos dois últimos campeões

Sporting 01-03-2021 11:12
Por Mário Rui Ventura

Há 39 anos que o Sporting não estava invicto durante 21 jornadas consecutivas, há 51 anos que o Sporting não estava invicto nos confrontos com os rivais. O leão segue na liderança, Rúben Amorim segue invicto na Liga, depois da visita à Cidade... Invicta.

Com o nulo registado no clássico com o FC Porto - desde 21 de julho de 2020, penúltima jornada do ano passado, na receção ao Vitória de Setúbal, que o Sporting não ficava em branco -, Rúben Amorim igualou o recorde de invencibilidade a abrir um campeonato, estabelecido em 1981/1982, quando o Sporting do inglês Malcolm Allison, com um ataque formado por Manuel Fernandes, António Oliveira e Rui Jordão, somou 15 vitórias e seis empates, 47 golos marcados e 16 sofridos, até cair, na 22.ª ronda, no Estádio do Bessa, perante o Boavista: derrota por 1-2, com bis de Coelho. Nessa época o Sporting sagrou-se campeão na penúltima jornada, com vitória por 3-0 ao Estoril - bis de Manuel Fernandes e um de Jordão - e despediu-se com... derrota nas Antas (0-2), já em festa.
 

Quase quatro décadas depois, o leão de Rúben Amorim já igualou essa marca, pode mesmo batê-la caso não perca com o Santa Clara, na próxima sexta-feira, e apresenta mesmo melhor registo, uma vez que tem apenas quatro empates: dois em casa, diante de FC Porto (2-2, 4.ª jornada) e Rio Ave (1-1, 14.ª jornada) e outras duas fora, com Famalicão (2-2, 9.ª jornada) e, agora, FC Porto (0-0, 21.ª).

 

São, portanto, 17 vitórias e quatro empates, superando já o melhor registo da história do clube de Alvalade a abrir uma temporada, obtido por Jorge Jesus, em 2017/2018: 15 vitórias e cinco empates nas primeiras 20 jornadas.

 

Contabilizando uma temporada completa, Rúben Amorim pode, na próxima sexta-feira, diante do Santa Clara, igualar os 22 jogos sem perder de John Toshack, em 1984/1985, entrando no pódio de treinadores que menos perderam numa temporada inteira, que é liderado precisamente pelo último treinador campeão, Laszlo Boloni, seguido do... penúltimo, Augusto Inácio.

 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (39)

Últimas Notícias