«Esta onda de violência reforça o meu compromisso com o Marselha»

Marselha 31-01-2021 13:46
Por Redação

Frank H. McCourt, empresário americano que detém o Marselha, reagiu aos incidentes ocorridos no dia anterior, quando várias centenas de invadiram o centro de treinos do clube.

«Pode haver discordância dos adeptos sobre a gestão e a liderança do clube, mas não toleramos essas discordâncias traduzidas em violência. Os adeptos do Marselha amam o clube e, por isso, é impossível para mim reconhecer o estatuto de adepto a esses pequenos grupos de bandidos. Vamos cooperar com as autoridades para garantir que os considerados responsáveis por esses atos horríveis de violência sejam responsabilizados de acordo com a lei», pode ler-se em comunicado divulgado este domingo.

Frank H. McCourt garantiu ainda que, juntamente com o presidente Jacques-Henri Eyraud, vai seguir a atual política de reorganização e recuperação do clube. «Esta onda de violência leva-me, mais do que nunca, a reafirmar a minha vontade e o meu compromisso com o Marselha. As forças obscuras desejam destruir o trabalho realizado, mas só nos fortalecem na execução do nosso plano e na realização de nossos objetivos. É muito mais fácil destruir do que construir. Nós somos construtores», vincou.

 

Eyraud, por sua vez, disse ter o apoio de vários adeptos e afastou demissão em declarações ao programa Telefoot do canal TF1: «Tenho apoio de milhares de marselheses, não imaginam as mensagens que recebi. E querem o quê, que a cada crise desportiva se mude a administração? Os treinadores? Há um mês e meio estávamos entre os primeiros.» 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias