Abel Ferreira: «Ficaremos na história»

Libertadores 31-01-2021 00:17
Por Redação

Abel Ferreira reconheceu que é um feito único conquistar a Libertadores e que equipa técnica e jogadores vão ficar para sempre na história Palmeiras.

 

«Sinceramente, a palavra que me passa pela cabeça é 'obrigado'. Primeiro lugar, quero agradecer a todos que treinei e, de forma especial e carinhosa, aos jogadores do Palmeiras. Não há bons treinadores sem bons jogadores. Quero dizer também que essa caminhada começou com o mister Vanderlei Luxemburgo e ele tem um trabalho feito nesta competição», realçou o técnico português em conferência de imprensa.

 

O treinador do Palmeiras revelou que até já recebeu os parabéns de Marcelo Rebelo de Sousa: «O Presidente de Portugal ligou-me. É um orgulho tremendo receber uma chamada sua.»

 

Abel Ferreira reconheceu que a vitória é muito importante e pediu tempo para os treinadores trabalharem: «Aconteça o que acontecer, ficaremos na história ou seremos eternos. Gravámos e conseguimos a glória eterna, porque é algo muito poderoso e, aconteça o que acontecer, no futuro vão ter de levar comigo... Quando me quiserem mandar embora... [pausa] gostaria que vocês (imprensa) mudassem um pouco. Reparem: há tempos queriam mandar o Abel Braga embora do Internacional porque tinha perdido jogos. Se tudo correr de forma natural, vai ser campeão. São muitos que lutam pelo mesmo objetivo. Queremos resultado de um dia para o outro. Não é assim que funciona. Vocês precisam de ter paciência. Os dirigente têm de ter a mesma coragem dos treinadores. Vocês têm de valorizar mais os vossos treinadores.»

 

Sobre a experiência que está a ter no Brasil: «Cheguei ao Brasil sem conhecer ninguém. Percebi que é um campeonato muito difícil. Se não ganhas dois ou três jogos, querem que vás embora. É o único campeonato que tem seis ou sete candidatos ao título. Em Portugal tem poucos, Alemanha poucos. França é sempre o mesmo. Espanha são sempre os mesmos.»

Ler Mais
Comentários (12)

Últimas Notícias