Adeptos cercaram centro de treinos do Marselha (vídeo)

Marselha 30-01-2021 15:00
Por Redação

Um grupo de três centenas de adeptos reuniu-se esta tarde e muitos deles tentaram entrar no centro de treinos do Marselha, a horas do jogo com o Rennes - entretanto oficialmente adiado -, num protesto contra a direção presidida por Jacques-Henri Eyraud. A manifestação durou cerca de uma hora e terminou com intervenção policial.

 

Com dezenas de very-light e fogo de artifício acesos, muitos foram arremessados, criando um pequeno incêndio, de acordo com o jornal La Provence. Também o L' Équipe aponta que a ação estava a ser preparada há vários dias. 

 

A ação começou com uma manifestação a pé na rua la Martine, que leva ao centro de treinos, a Commanderie. Aí, os very-light e tochas começaram a ser atirados e uma das árvores à entrada do complexo incendiou-se, tendo sido arremessados separadores metálicos contra o portão.

 

Os adeptos empunhavam cartazes com a frase «direção fora», incomodados com a administração.

 

Nos muros do centro de treinos da equipa orientada por André Villas-Boas, apareceram também pinturas com as expressões «Eyraud fora» ou «Eyraud vai-te embora».

 

A polícia de Bouches-du-Rhône avaliou que estiveram presentes na ação 300 adeptos do clube e que vários resistiram contra e atacaram a polícia destacada para proteger a Commanderie. Como resultado, pelo menos 25 pessoas foram identificadas.

 

(Notícia atualizada às 15.45 horas com número de adeptos presentes e identificados)

 

O vídeo do site Infofrançaises mostra momentos tensos junto ao portão:

 

 

 

Ler Mais
Comentários (73)

Últimas Notícias