Joe Biden tomou posse prometendo «união» e luta contra «a mentira» (fotos)

Estados Unidos 21-01-2021 08:48
Por Redação

Joe Biden tomou quarta-feira posse como 46.º presidente dos Estados Unidos. Aconteceu um pouco antes do meio-dia, 17 horas em Lisboa. Momentos antes, tinha sido a vez de Kamala Harris, a primeira mulher vice-presidente do país.  

 

 

Num discurso marcado por apelos à união e ao fim de uma guerra «pouco civil», Joe Biden, prometeu uma nova relação entre a Casa Branca e «todos» os americanos «com verdade, contra as mentiras inventadas e disseminadas. Durante o discurso, Biden saudou os ex-presidentes presentes: Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama e agradeceu também participação do vice de Trump, Mike Pence, evidenciando assim a ausência do seu antecessor, que já estava na Florida.

 

Depois de revista às tropas e visita ao túmulo do Soldado Desconhecido, no cemitério de Arlington, deu-se a partida para a Casa Branca, com os últimos metros a ser feitos a pé, como é tradição.

 

Carta de Trump

Já na nova residência, Biden, de 78 anos nãp perdeu tempo e deu início a novas políticas, assinando várias ordens executivas para inverter algumas políticas de Donald Trump. Além do regresso aos Acordos de Paris, assinou também o regresso à Organização Mundial de Saúde (OMS), e o fim do veto à entrada de cidadãos de países muçulmanos nos EUA. Biden assinou também uma lei que reforça o uso de máscara em locais públicos. 

 

Durante a assinatura, Biden contou aos jornalistas que o ex-presidente Trump lhe deixou uma carta «muito generosa» na secretária da Sala Oval, mantendo pelo menos uma das tradições entre presidentes e seus sucessores. «Porque é particular, não vou falar do seu conteúdo até falar com ele. Mas é muito generosa», disse Biden.

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos