«Europa? Parece tabu! Paga-se para sonhar?»

Paços de Ferreira 15-01-2021 15:53
Por Pedro Cadima

Carregando o estatuto de equipa sensação, o Paços recebe o SC Braga disposto a fazer crescer ainda mais os créditos que tem ostentado, sobretudo a partir de um técnico, Pepa, que já é uma certeza de qualidade na divisão maior. E o discurso de Pepa não engana, é acutilante, bem articulado, e respeitador da melhor propaganda do jogo, que, aliás, terá de ser empregue num confronto entre 5º e 4º classificados.

 

«Para mim é a equipa mais difícil do campeonato, não é a que tem mais palmarés em Portugal, é verdade, mas o Carlos Carvalhal está a fazer um trabalho impressionante. Pela qualidade de jogo, as dinâmicas que apresenta, que tanto é a três, a cinco, ou até uma linha de quatro, a forma diversificada como ataca, enfim, são sistemas muito difíceis de anular. Isto vai exigir o melhor Paços, que só assim conseguirá vencer», atestou Pepa, desejoso de atacar os problemas e desvendar as soluções.

 

«Também gostamos desses desafios, estamos ansiosos que chegue o jogo. O Braga é a equipa com uma dinâmica ofensiva incrível, uma qualidade individual e coletiva tremenda, aliada ao facto de os jogadores estarem juntos há muito tempo. Estamos a falar do Esgaio, Sequeira, Paulinho, Fransérgio, os irmãos Horta, entre outros, e depois quem veio acrescentou qualidade», sublinhou o técnico, não enjeitando o sonho europeu que começa a florescer, atendendo à posição da equipa e regularidade exibicional. Mais uma vez frontal e elegantemente metafórico.

 

«Parece que às vezes se cria um tabu por falar de competições europeias. O nosso objetivo é claro, a permanência. Agora, paga-se para sonhar? Nunca me cobraram nada, uns são mais ambiciosos que outros. Medo de falar? Zero. Agora, o peixe morre pela boca, estamos a fazer o nosso trabalho, sabemos que ainda vamos perder no campeonato e é preciso estar preparado para quando o barco começar a meter água, termos a capacidade de a tirar de lá. Ninguém nos vai retirar o desejo de procurarmos um sonho, mas não precisamos estar a falar disso. Se ficamos muito pavões temos problemas, mas se metermos a cabeça na areia, não vemos os problemas de frente», argumentou o técnico dos castores, dando entender que não demorará a apostar no reforço Pedro Rebocho, chamado a fazer esquecer Oleg, transferido para o Olympiakos.

 

«Para além da qualidade que todos reconhecem, é um miúdo impecável. Encaixa que nem uma luva e irá comprovar isso dentro de campo», garantiu.

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias

Mundos