Abel: «Foi das melhores derrotas da história»

Libertadores 13-01-2021 08:11
Por Redação

A derrota desta noite por 0-2 com o River Plate, na segunda mão da meia-final da Libertadores, combinada com uma vitória por 3-0 na Argentina na primeira-mão, levou o Palmeiras à final da Libertadores. Abel Ferreira reconheceu que nesta noite em São Paulo a sua equipa foi dominada, e o River não mostrou fraqueza mesmo quando ficou com um jogador a menos.

 

«Gosto muito de psicologia. A intensidade do sentimento da perda é o dobro da intensidade do lucro. O jogo hoje era muito mental», disse, sendo que o Palmeiras já foi para o intervalo a perder:

 

«Na segunda parte eles estavam animicamente mais fortes, é perfeitamente normal. Temos que sofrer, conseguimos a qualificação para a final muito pelo jogo que fizemos na Argentina. No de hoje, o adversário foi superior a nós, não custa admitir. No primeiro fomos muito melhores, podíamos ter feito mais, mas hoje foi o fator psicológico que fez diferença no jogo. Esta foi uma das melhores derrotas que eu e o Palmeiras tivemos na história, foi uma boa altura para perdermos.»

 

Questionado sobre se este era o maior feito da sua carreira como técnico, Abel foi humilde: «O Gallardo [Marcelo Gallardo, treinador do River Plate] é melhor treinador do que eu, e os jogadores deles são mais experientes do que os nossos. Mas a única maneira de ganhar experiência é assim: vivendo e passando por situações como esta.»

 

A final será jogada no Maracanã, no dia 30 de janeiro. Esta noite joga-se a outra meia-final, entre Santos e Boca Juniors. 

 

«Agora quero aproveitar, valorizar a final, que foi muito suada, custou muito, tivemos que escalar uma montanha muito grande. Temos que nos preparar para a próxima, não dá para ficar lá em cima. Parabéns aos meus jogadores, são verdadeiros guerreiros, com todas as dificuldades estamos na segunda final para disputar», concluiu.

Ler Mais
Comentários (25)

Últimas Notícias