Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (a última parte)

Internacional 08-01-2021 00:05
Por Luís Mateus

O mundo do futebol despertou no ano que agora acaba para alguns verdadeiros fenómenos de precocidade como Moukoko, Camavinga e Ansu Fati, que bateram muitos dos recordes que tinham pela frente. Também 2021 vai começar com grande expetativa do que poderá fazer o húngaro Dominik Szoboszlai, já contratado pelo Leipzig ao irmão Salzburgo. Na Áustria foi criado um grande viveiro de novos craques – tal como na surpreendente Escandinávia ­–, mas também de França e Inglaterra surgem sucessivas fornadas de talento. Historicamente, o mesmo se passa na América do Sul, com vários nomes a captar desde já a atenção dos olheiros e a merecer comparação com craques de outros tempos.

 

Muitos estão na antecâmara da afirmação, outros ainda precisarão de emigrar para ligas mais competitivas, mas há desde logo muitos novos nomes a aparecer e que poderão muito bem ser os futuros craques do futebol mundial. Na altura mais difícil da carreira de quase todos eles, e que tanto os pode atirar para a ribalta como votá-los ao esquecimento, escolhemos 100 nomes a que deverá estar atento nos próximos meses.

 

Nos últimos dias, revelámos-lhes os primeiros noventa nomes, hoje segue a décima e última lista recheada de talento. Mas é a última só neste exercício, porque temos a certeza de que, com um pouco mais de esforço, descobriríamos mais cem, mais ou menos com o mesmo intervalo de idades, o que só prova que o futebol não para de gerar talento e por todo o planeta. Basta procurá-los um pouco. No entanto, esta lista não fica por aqui. Vamos nos próximos dias escolher alguns talentos portugueses do mesmo calibre e a que deveremos ficar atentos durante este ano que só agora começou. Voltamos já a seguir. Para já, os últimos dez:

 

91. Perr Schuurs [Foto de capa: Ajax] (21 anos; destro; central; internacional sub-21 holandês; formação: Fortuna Sittard, Ajax; clube atual: Ajax; Jogos/Golos/Assistências: 20/0/0)
Central talentoso, confortável com a bola nos pés e com bom sentido de antecipação das jogadas. Não treme perante adversários de grande calibre, mas nota-se que ainda só agora está a dar os primeiros passos de um longo caminho. Tem bom drible e acrescenta à qualidade de passe a facilidade com que, por vezes, ultrapassa a pressão contrária. Poderá tornar-se, com algum trabalho, um pouco mais rápido e mais ágil, o que o ajudará a ficar ainda mais sólido. Também pode passar a aguentar mais tempo a concentração, que ainda lhe vai faltando de tempos a tempos. Um central muito completo em breve.

 

92. Odin Thiago Holm (17 anos; destro; médio ofensivo/médio-central; internacional sub-17 norueguês); formação: Kattem IL, Ranheim IL; clube atual: Valerenga; Jogos/Golos/Assistências: 18/1/1)
Mais um talento a despontar na Noruega. ‘Playmaker’ recuado, gosta de organizar a partir de trás e estabelecer os tempos de jogo. Muito inteligente, com muito boa técnica, controlo da bola, mobilidade, distribuição e visão, é especialista em passes de rotura e em diagonais longas, as suas bolas longas de assinatura. Muito criativo e associativo, é jogador para ataque posicional. Nunca se esconde do jogo, está sempre a pedir a bola e a sua capacidade de liderança já aos 17 anos influencia muito os companheiros. A defender é bastante fiável.

 

Gabriel Menino [Foto: Palmeiras]

 

93. Gabriel Menino [Foto: Palmeiras] (20 anos; destro; médio defensivo/médio-centro/lateral-direito; internacional brasileiro sub-20; formação: Palmeiras; clube atual: Palmeiras; Jogos/Golos/Assistências: 44/3/6)
Futebolista muito versátil, cuja posição de origem é a de médio, mas que face à sua energia e inteligência posicional assume com facilidade o lugar de central ou o de lateral direito. Não sendo um driblador puro, tem muito sucesso no gesto, mas é no passe e no cruzamento, de bola corrida ou parada, que se distingue. A excelente leitura, o posicionamento e a forma como pressiona são válidos argumentos também no processo defensivo, em que muito contribui para a recuperação da bola.

 

94. Lassina Traoré (19 anos; destro; avançado-centro; internacional A Burkina Faso; formação: Rahimo, Ajax Cape Town; clube atual: Ajax; Jogos/Golos/Assistências: 18/9/9)
Avançado-centro dinâmico, com instinto goleador, que gosta de atacar a profundidade em grande velocidade, graças a uma capacidade de aceleração acima da média. Forte fisicamente, com boa rapidez e definição de execução, usa bem os dois pés e sabe libertar-se da marcação, desorientando-a com movimentos sucessivos. Tem muito discernimento na tomada de decisão, o que deve ser valorizado. É dotado de uma personalidade forte que lhe permite não sofrer com pressões externas. Grande promessa.

 

95. Kaio Jorge (18 anos; destro; avançado-centro; internacional sub-17 brasileiro; formação: Santos; clube atual: Santos; Jogos/Golos/Assistências: 42/7/1)
Um dos futuros candidatos à posição 9 no Escrete. Possui técnica fantástica, que lhe permite passar e rematar com grande qualidade, seja em bola corrida ou em livres e cantos. Criativo e inventivo, é muito forte no 1x1, seja para partir para o golo ou para a assistência, ou ainda para ganhar um pouco de espaço para dar continuidade à jogada. Não sendo um velocista, depende mais da inteligência dos seus movimentos para chegar a zonas de finalização, onde costuma ser muito clínico. Baixa com frequência para combinações rápidas e ajudar a construir ataques.

 

96. Alan Velasco (18 anos; destro; extremo-esquerdo/extremo-direito; internacional sub-17 argentino; formação: Independiente; clube atual: Independiente; Jogos/Golos/Assistências: 23/4/3)
Adora jogar na vertigem, o que lhe permite atacar de imediato os adversários com uma diabólica capacidade de drible. É fortíssimo no 1x1 e, como se percebeu, fortíssimo também na transição. Acrescenta imprevisibilidade aos ataques da sua equipa, com a sua aceleração e mudanças de ritmo. Na área, é letal na finalização e também na assistência. Precisa naturalmente de trabalhar a musculatura para torná-lo mais resistente ao contacto.

 

Thiago Almada [Foto: Vélez Sarsfield]

 

97. Thiago Almada [Foto: Vélez Sarsfield] (19 anos; destro; médio ofensivo/extremo-esquerdo/extremo-direito; internacional sub-20 argentino; formação: Vélez Sarsfield; clube atual: Vélez Sarsfield; Jogos/Golos/Assistências: 52/12/4)
Falou-se de Sporting e Manchester City, mas a verdade é que continua na Argentina e no Vélez Sarsfield, e ainda só tem 19 anos. Pode jogar com 10, a partir das alas ou ainda como «falso 9», é um passador exímio e, com centro de gravidade baixo, impõe grandes mudanças de velocidade e um drible curto que pode ser devastador. O cruzamento e o remate são quase sempre letais. A visão de jogo, então, permite-lhe por vezes fazer coisas extraordinárias, só ao alcance dos predestinados. Precisa, contudo, de criar um rendimento mais consistente e não se deixar deslumbrar durante certos momentos do jogo, quando tem opções mais coletivas. O talento está lá todo, é preciso soltá-lo de vez.

 

98. Luca Oyen (17 anos; ambidestro; médio ofensivo/avançado-centro/extremo-esquerdo; internacional sub-19 belga; formação: Genk W, KRC Genk; clube atual: Genk; Jogos/Golos/Assistências: 10/0/1)
Mais um produto da fantástica formação do Genk, e desta vez com um 10 à antiga, no gosto pela liberdade em percorrer todo o campo e pela elegância quase principesca com a bola nos pés, mas ao mesmo tempo completo, com compromisso também no processo defensivo. Organizador de jogo, com excelente técnica, visão e definição de passe, seja curto, médio, longo ou vertical e de rotura, e um intérprete do espaço, jogando quase sempre entre linhas. Jogador com muita habilidade e, como tal, resistente à pressão, mesmo com pouco espaço.

 

99. Wesley Fofana (20 anos; destro; central; já chamado à seleção sub-21 francesa, sem ter jogado; formação: Repos Vitrolles, Bassin Minier, Pennes Mirabeau, Air Bel, Saint-Étienne; clube atual: Leicester; Jogos/Golos/Assistências: 22/0/1)
Tem sido uma das grandes confirmações da Premier League, e mais um grande exemplo da escola francesa de defesas-centrais. Muito rápido na recuperação defensiva, agressivo na marcação, excelente no jogo aéreo, com uma impulsão fantástica, e quase sempre muito bom posicionamento em termos de cobertura aos companheiros ou até de abordagem ao portador da bola. Tem melhorado/aumentado os momentos de contenção, que lhe permitem esperar pelo momento certo para o desarme e assim recuperar a bola. Um dos melhores centrais do futebol mundial em breve se mantiver a extraordinária evolução e não tiver lesões impeditivas.

 

100. Kluiverth Aguilar (17 anos; destro; lateral-direito/médio-direito; internacional sub-23 peruano; formação: Sporting Cristal, Alianza Lima; clube atual: Alianza Lima; Jogos/Golos/Assistências: 27/2/1)
O futuro já está determinado no final desta temporada: vai alinhar pela equipa sub-23 do Manchester City e, quem sabe, evoluir para jogar por Pep Guardiola na Premier League. Poderoso fisicamente, muito atlético, é um lateral de grande velocidade, capacidade de drible e definição no cruzamento. A defender, é também bastante eficaz no desarme. A acompanhar, sem dúvida.

 

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 1)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 2)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 3)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 4)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 5)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 6)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 7)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 8)

Cem nomes a que deve estar atento em 2021 (parte 9)

 

--

LUÍS MATEUS é jornalista, analista e comentador de futebol. Foi diretor do MaisFutebol e editor de desporto da TVI, escreveu para o «Expresso», «Público» e zerozero, e comentou ainda para a TVI, Eleven Sports e TSF. Atualmente escreve e comenta no site e no jornal «A Bola» e n’A BOLA TV. Pode segui-lo no Twitter ou no Facebook.

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias