Horizon Zero Dawn brilha entre novos títulos do PlayStation Now

Jogos 02-12-2020 21:54
Por Redação

À medida que o ano chega ao fim, as novidades no universe PlayStation parecem não abrandar. Depois do bem sucedido lançamento da PlayStation 5 durante o mês de novembro e de dias loucos com a promoção Black Friday, são já conhecidos os novos títulos que se juntam ao catálogo de 700 jogos que fazem parte do serviço PlayStation Now – sim, aquele que permite utilizar (700) jogos na nuvem, em streaming, pagando um valor mensal, trimestral ou anual, consoante a preferência de cada utilizador.

Ao todo, são seis os jogos que se juntam a títulos fundamentais da história da PlayStation (da 2 até à 4) e que tornam apelativo o serviço em causa. PlayStation Now, recorde-se, é a versão para videojogos de serviços de streaming como a Netflix, HBO, Amazon Prime ou Disney +. Só que neste caso, em vez de se poder assistir a filmes ou series, tem-se à disposição um rico catálogo de ofertas – muitas das vezes com exclusivos PlayStation.

O preço a pagar é €9,99 por mês, mas existem alternativas (muito) mais económicas como o passe trimestral (€24,99) ou o annual (€59,99).

Além de ser possível jogar na nuvem – sem ocupar espaço de disco rígido – a todos os títulos, boa parte tem ainda a possibilidade de serem descarregados e instalados, o que acaba por acelerar o processo.

Vamos então às novidades para dezembro, entre as quais se destaca o aclamadíssimo…

 

Horizon: Zero Dawn

Lançado em 2017 para a PlayStation 4, o título da Guerilla Games é ainda, três anos depois, um dos mais impressionantes mundos abertos em que se pode perder (ou ganhar?) horas de vida em frente a uma televisão. Transportando-nos para um cenário pós apocalíptico (deve ser o tema preferido de todos os programadores, ou pelo menos aquele em que é mais fácil soltar a imaginação), aquele que foi considerado um dos melhores jogos de sempre da PlayStation 4 coloca-nos na pele de Aloy, uma jovem que cresceu na companhia de um pai adotivo (Rost), que tinha perdido a própria filha.

Num mundo repleto de robôs e em que os humanos voltaram a dividir-se em tribos e a acreditar em superstições, Aloy é personagem central num verdadeiro jogo de ação (com laivos de RPG) no qual tem de enfrentar criaturas robóticas gigantes, arrancar-lhes peças e destruí-las, utilizando desde o inicial arco e flecha até, num patamar mais avançado, bombas.

A viagem é longa, leva-nos a destinos variados e é uma aventura que vale a pena viver. No fim, está bom de ver, o valor supremo é o da vida humana, e da sobrevivência da espécie. Seremos capazes de garanti-lo?

 

Wreckfest: Drive Hard. Die Last

Outro dos títulos aclamados que a Sony incluiu em dezembro na coleção PlayStation Now é Wreckfest: Drive Hard. Die Last. Destruir pelo prazer de destruir parece o lema deste jogo, mas na verdade é bem mais do que isso.

Na lógica dos demolition-derby norte americanos, em que vários carros se digladiam em arenas para ver qual o último a morrer, este Wreckfest é verdadeiramente uma festa de entulho, tanta a quantidade de chapa que fica perdida para as colisões intencionais. Com eventos variados como o one-vs-one, a corrida de 24 carros, a corrida de demolição com 24 concorrentes e o Demolition Derby, há que aperfeiçoar estratégias para ser o vencedor. Um título que promete sacar umas quantas gargalhadas e outros quantos arrepios, tal a violência dos embates…

 

Stranded Deep

Cenário recorrente no imaginário coletivo é aquele em que uma queda de avião (no caso) ou naufrágio de barco nos deixa abandonados à nossa sorte e instinto numa ilha solitária. Não podendo escolher quais os três objetos que levaríamos para tal aventura, somos em Stranded Deep confrontados com um jogo em que o único objetivo é sobreviver a tal evento.

A ação inicia-se num bote salva vidas, e daí em diante, numa perspetiva de terceira pessoa, compete-nos criar ferramentas – e utilizá-las – que nos permitam chegar ao fim da aventura sãos e salvos. Não é como a série Lost, na qual havia mistérios e monstros de fumo, mas promete horas de diversão – a quem não morrer antes, claro…

 

The Surge 2, Darksiders e Broforce

Além dos três títulos já mencionados, a oferta do PlayStation Now para o mês de dezembro acresce de outros três. The Surge 2, Darksiders e Broforce.

Darksiders 2 remonta a 2012 na versão original e a 2015 na versão revista para a PS4 e coloca-nos na pele da morte, um dos dos cavaleiros do apocalipse. Apesar de comandarmos a morte, temos por objetivo trazer os humanos de volta à vida, após o nosso irmão “guerra” ter espalhado a destruição. Uma aventura carregada de ação, a prometer horas de diversão.

The Surge 2. É mais um título que nos transporta para o cenário de avião derrubado por tempestade. A sobrevivência é sempre o objetivo final, mas neste caso somos colocados perante um futuro distópico no qual a raça humana gastou todos os recursos. Assim, somos lançados à aventura na cidade de Jericho numa luta pela sobrevivência – com vários mistérios por resolver.

Já Broforce, jogo de ação em plataformas, tem como objetivo colocar-nos na pele de um herói que mata todos os maus… Nem todos os leitores são do tempo de Rambo (o filme), mas Broforce faz justiça à lógica do herói solitário que acaba com grupos infindáveis de inimigos.

 

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias