Jorge Jesus volta a fazer mudanças na equipa

Benfica 29-11-2020 13:08
Por Paulo Alves

Novas mudanças. Não houve jogo desde o início da temporada em que Jorge Jesus tenha repetido o onze de uma partida para a outra. Lesões, transferências, castigos, jogadores com Covid-19, ou mera opção do treinador, a equipa encarnada tem sido constantemente alterada de jogo para jogo e assim voltará acontecer segunda-feira, contra o Marítimo.

 

Frente ao Rangers, na Liga Europa, Jardel foi um dos centrais utilizados, ao lado de Jan Vertonghen, amanhã, na Madeira, Nicolás Otamendi deverá regressar ao onze após afastamento na Liga Europa devido a castigo (expulsão no primeiro jogo com os escoceses). O central argentino e o internacional belga formam a dupla mais vezes utilizada, com sete presenças em 13 jogos. E tem sido também das mais contestadas, essencialmente nas últimas partidas, jogos em que os golos sofridos têm-se sucedido: nos derradeiros cinco, 11 golos sofridos, embora nos dois últimos a dupla belgo/argentina não tenha estado presente. Jesus defende que o problema defensivo não passa apenas pelos centrais, pelo que voltará a juntar a dupla, na esperança de que o entendimento com a restante equipa seja mais homogéneo.

 

Papel importante, também, na ajuda ao momento defensivo tem o homem que se coloca na frente dos centrais. Em Glasgow a missão coube a Gabriel, mas o brasileiro voltou a mostrar défice exibicional e é possível que Jesus recorra a Samaris. O grego não está inscrito na UEFA por isso esteve indisponível para o último jogo, só pode dar contributo nas provas nacionais. Como é o caso de amanhã. Samaris soube aproveitar a oportunidade na partida da Taça de Portugal, contra o Paredes, foi ele inclusivamente a apontar o único golo do encontro. Antes já fora ele, também, o eleito para jogar contra o SC Braga. Tudo indica que passará por ele o papel do meio-campo num terreno difícil para as águias como é o do Marítimo.

 

Mas poderão surgir, ainda, mais alterações. E ainda na defesa. Com Gilberto a não conseguir mostrar argumentos para garantir lugar cativo entre os titulares, frente aos madeirenses é possível que o lugar de lateral direito passe por Diogo Gonçalves. Pizzi, que na Escócia começou a partida como suplente, entrando apenas na segunda parte, ainda a tempo de apontar o golo que garantiu o empate e um ponto na jornada europeia, deverá voltar à titularidade, relegando Chiquinho para o banco de suplentes.

 

Poderão ser cinco as mudanças, pois há que contar com Vlachodimos. Talvez demasiadas para uma equipa que procura a estabilidade. 

Ler Mais
Comentários (23)