João Mário deixou conselhos na Telescola 

Sporting 08:23
Por Marta Fernandes Simões

João Mário esteve na Telescola, programa iniciado no ano letivo passado devido à pandemia. Na aula de Educação Física do 3.º Ciclo, transmitida na RTP Memória, o médio dos leões falou dos primeiros passos no futebol, partilhou rotinas de treino e deixou conselhos aos alunos.

 

«Em todos os momentos, bons ou maus, tento manter a minha filosofia de trabalho e encontrar motivação. Temos de seguir uma linha, nada se consegue sem sacrifício. Quando não tenho tanta motivação, penso no que controlo: o meu trabalho», disse o internacional português, apontando a chave para o êxito: «Seja em que profissão for, é importantíssimo acreditarmos, sonharmos. Depois há o trabalho, mas a componente mental é fundamental. É a junção de tudo, trabalhar e lutar muito. Nada vem sem trabalho. Só com persistência e trabalho conseguimos alcançar grandes coisas.»

 

Um aviso aos pais também foi deixado: «Não se pode pôr demasiada responsabilidade nas crianças. É preciso cautela e deixá-las desfrutar até certa idade, depois decidirão por elas próprias e não pelos sonhos dos pais, que estão lá para ajudar e não atrapalhar», sublinhou, antes de se voltar para os mais novos: «Não descurem os estudos, não é só formarem-se como jogadores, mas como pessoas.»

 

O jogador de 27 anos, que nos tempos livres é adepto da leitura e séries televisivas, interessando-se ainda por temas como história e geografia, salientou a importância de «respeitar o treino invisível», através de uma boa alimentação e descanso, e passou em revista o seu percurso.

 

«Sou médio-centro, é o que mais se adequa às minhas características. É engraçado que comecei como defesa-central, mas ao longo do tempo fui-me adaptando ao meio-campo», contou, completando: «Gosto de fazer parte do processo ofensivo da equipa, é com o que me identifico mais e onde me destaco tendo em conta as minhas características. Gosto de jogar e de fazer a equipa jogar.»

Ler Mais
Comentários (2)