Quaresma recupera tempo perdido

Sporting 31-10-2020 10:13
Por Eduardo Marques

Foi um dos jovens que Rúben Amorim repescou aos sub-23 e lançou na parte final do campeonato do ano passado e que deu nas vistas não apenas pela simplicidade e eficácia do seu futebol, mas acima de tudo pela qualidade que demonstrou e que o levou a assumir-se como um dos indiscutíveis do plantel. Em 2019/2020, foi uma das surpresas lançadas por Rúben Amorim contra o V. Guimarães, que marcou o regresso competitivo dos leões após o confinamento, e desde esse jogo só falhou o encontro com o Moreirense, por opção, que seria o décimo como titular e até daria direito a prémio extra.

 

Contudo, ao contrário do que seria expectável, Eduardo Quaresma ainda não somou um único jogo oficial pelos leões neste início de temporada - foi apenas utilizado nos encontros particulares da pré-época -, uma ausência que encontra explicação no azar que o parecia perseguir até há bem pouco tempo. Foi dos primeiros casos do plantel leonino a acusar positivo ao Covid-19, mas cerca de dez dias depois já estava disponível para a competição (foi convocado para jogo com Paços de Ferreira). Como se não fosse suficiente, a recente chamada ao estágio de observação da Seleção Nacional de sub-20 obrigou-o a nova paragem devido a uma lesão (fratura na zona lombar) que o obrigou a nova paragem de cerca de duas semanas.

 

Dois problemas que o impediram de jogar e ser opção com a regularidade desejada, quer para o jogador, quer para Rúben Amorim, que desde cedo lhe reconheceu qualidade para o chamar várias vezes a jogo, mesmo sabendo que tem apenas 18 anos e, por força disso, enorme margem de crescimento.

 

Leia o artigo completo na edição impressa ou digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (6)

Últimas Notícias