Varandas responde a Pinto da Costa: «Um bandido será sempre um bandido»

Sporting 23-10-2020 18:06
Por Redação

Frederico Varandas ao ataque. Minutos antes da partida da comitiva do Sporting para os Açores, onde vai jogar com o Santa Clara, o presidente do Sporting respondeu às mais recentes declarações de Jorge Nuno Pinto da Costa.

 

«Penso que o senhor Pinto da Costa não me respondeu porque nos queixámos da arbitragem mas sim porque lhe tocámos no ponto fraco, na ferida, que são os seus valores. Valores que o Sporting tem e que ele não tem. Está habituado a ter do outro lado pessoas com telhados de vidro ou pouca coragem, mas não é o caso deste Sporting. O que ele disse sobre Alcochete… É lamentável vê-lo a colocar-se do lado de quem fez o ataque, demonstra muito do que ele é como homem.

 

- Em relação à questão do Apito Dourado responde, uma vez mais, atirando areia para os olhos dos portugueses, dizendo que, como não houve condenação, não se passou nada. Desafio todos os jornalistas a irem ouvir as escutas do Apito Dourado. Eu próprio o fiz. Fui ao Google e ouvi. Num país de primeiro mundo, Pinto da Costa já não podia ser dirigente do que quer que fosse. Se as escutas podiam ser válidas ou não, isso é um problema da Justiça.

 

Agora, falando para todos os sócios do Sporting, sei que eles têm isto encravado na garganta há décadas. O Pinto da Costa pode ter um grande sentido de humor, ser uma pessoa culturalmente acima da média, ter um currículo cheio de vitórias. Mas um bandido será sempre um bandido e no final será recordado como um bandido. Quando ele se retirar irá prestar um grande serviço ao futebol português», disparou o dirigente leonino.

 

Ler Mais
Comentários (568)

Últimas Notícias